Área de Imprensa

Arena Análise: Oitavas da Libertadores 2016

Após a rodada de ontem, foram definidos todos os 16 classificados para a 2ª fase da Libertadores 2016. Dos 5 brasileiros, apenas o Palmeiras ficou no caminho. Dois dos classificados (Timão e Galo) se classificaram como primeiros de seus grupos, e decidem em casa a vaga para a próxima fase. Já São Paulo e Grêmio vão ter que decidir fora de seus domínios.

Como virou praxe aqui na Arena, vamos deixar nossos pitacos sobre esse mata-mata. Os números antes do nome dos clubes representa a posição geral na competição. Isso é determinante para indicar quem decide em casa a segunda partida.

Ah, aqui na Arena, ao contrário do Congresso Nacional, a gente se preocupa apenas com o Brasil. Portanto, vamos analisar os jogos brazucas nas oitavas. Vamos a análise!

3º) Corinthians x 14º) Nacional (URU)

O Corinthians teve um grupo levinho, quase sem atropelos. Os reservas deram um sacode no Cobresal do Chile na última rodada. Vem embalados para enfrentar o Naciona-URU, o responsável por eliminar o Palmeiras da Libertadores (vencendo em São Paulo e em Montevidéu).
Ambos estão bem em seus campeonatos nacionais. O Timão é semifinalista, e deve passar o rodo no Audax-SP. O Nacional é vice-líder no Torneio Clausura do Uruguaião.

Análise: não vai ser fácil pro Timão, mas ele se classifica com gol qualificado.

4º) Atlético-MG x 13º) Racing (ARG)

O Galo, apesar de ter sido derrotado pelo Independiente Del Valle, se classificou com sobras no seu grupo. Só que enfrenta um argentino, o Racing. Ambos não passam por bons momentos no que se refere a questão regional:
apesar de semifinalista do mineiro, o Atlético andou tropeçando em babas como o Tricordiano. Já o Racing só está no meio da tabela do Gardelzão.

Análise: se não se ferrar na Argentina, caiu no Horto, tá morto. Achamos que dá Galo!

5º) Toluca (MEX) x 12º) São Paulo a.k.a. Calleri Futebol Clube

O Calleri Futebol Clube fez o que precisava para se classificar: bateu o River, atual campeão, e não perdeu da altitude – e ainda tirou onda colocando menino Maicon no gol. Enfrenta o Toluca, do México, que nadava de braçada no seu grupo, mas foi derrotado pelo Grêmio na última rodada.
O Tricolor paulista amarga a eliminação do Paulista para o Audax. Já o clube mexicano está no meio da tabela do Clausura do Tequilão.

Análise: o Calleri Futebol Clube é um bom time, mas o dito cujo foi expulso após a treta no fim do jogo contra o The Strongest. Creio que no México dá Toluca. Os mexicanos passam.

8º) Rosario Central (ARG) x 9º) Grêmio

O Tricolor Gaúcho deu uma bobeadas num grupo que tinha LDU e San Lorenzo. Conseguiu vitórias importantes – inclusive a última, contra o campeão do grupo Toluca. Vem embalado para enfrentar mais um desafio: o Rosario Central, clube vencedor do grupo do Palmeiras. Ele só se classificou na última rodada, vencendo o Nacional em Montevidéu.
O Grêmio está na semifinal do Gauchão, mas perdeu pro Juventude na primeira partida. O Rosário está no TOP 10 da imensa tabela do Gardelzão.

Análise: Somos mais Grêmio. Afinal, ele está lá, pertinho dos argentinos, já conhece os paranauê.

===
Os outros jogos das oitavas-de-final são:

1º) Atlético Nacional (COL) x 16º) Huracán (ARG) (Se o Grêmio passar, pega o vencedor)

2º) Pumas (MEX) x 15º) Deportivo Táchira (VEN)
6º) Boca Juniors (ARG) x 11º) Cerro Porteño (PAR) (se o Corinthians passar, pega o vencedor)
7º) River Plate (ARG) x 10º) Independiente del Valle (EQU)

Para conhecimento da nação, podemos ter Galo x São Paulo nas quartas-de-final, caso ambos passem.

===

As datas dos confrontos já foram definidas pela CONMEBOL. Lembrando que Corinthians e Atlético-MG decidem em casa.

oitavas

===
E aí, vai dar Brasil dessa vez? Comenta aí!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!