AG News

Brasil vai testar o árbitro de vídeo!

650(br

Uma das grandes polêmicas do futebol fica com a arbitragem. São incontáveis os casos em que o juiz e o bandeira tem as mães xingadas por algum lance absurdo e, geralmente, decisivo. Para tentar reverter essa situação, a FIFA vem se rendendo aos poucos a utilizar tecnologia para auxiliar nas dúvidas entre as quatro linhas. Primeiro foi a validação do gol através de câmeras – que funcionou na Copa do Mundo inclusive.

Agora, a FIFA e a IFAB – órgão responsável pela regulamentação do esporte bretão – estão iniciando testes de uma nova tecnologia chamada “Arbitragem de vídeo”. Brasil, Austrália, Alemanha, Portugal, Holanda e Estados Unidos foram autorizados a utilizar a tecnologia como teste em 2016. Existe também a possibilidade de ser usado também no Mundial de Clubes de 2016.

img_970x545$2016_03_06_10_15_12_1073198

Funciona da seguinte forma: uma equipe de arbitragem ficariam num local em que monitores exibindo câmeras espalhadas pelo gramado seriam disponibilizados para sanar dúvidas em certos lances, como impedimentos – se este resultar em algum perigo de gol – autoria de gol e de cartão, caso a arbitragem se equivoque, além da validação de gol – se a bola entrou ou não.

Ao contrário do tênis ou do vôlei, somente os árbitros teriam acesso a analisar essas imagens. Na fase de testes, o sistema funciona “offline”, ou seja, a arbitragem do vídeo não se comunicaria com a do campo. Seria mais para ambientar a equipe a analisar as imagens do campo.

A ideia já seria usada no Brasileirão, com ou sem o vala da IFAB, segundo o chefão da arbitragem Sérgio Correia. Tanto é que workshops já estavam agendados, pois queria-se implantar experimentalmente para o Brasileirão já em agosto. O IFAB deve decidir, até 2019, se inclui o recurso no livro de regras do futebol.

Fonte

E aí, será que isso resolve o problema da cegueira arbitral? Comenta aí!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!