Área de Imprensa

Finais da Liga Mundial em Curitiba!

Finalmente chegou a hora: a fase final da Liga Mundial volta ao Brasil e nosso esquadrão tenta conquistar mais um título. O Brasil não vence uma Liga há tempos, e em terras brasileiras então…

Dessa vez, a final será em Curitiba, no estádio do Atlético-PR. Aliás, veja como ficou o projeto de adaptação da Arena da Baixada numa quadra de vôlei.

Isso deu um rolo com Atlético-PR e Coritiba, pois teremos jogo da Libertadores.

Enfim, o assunto é vôlei. Será que o Brasil vai conseguir sua DÉCIMA conquista? Vamos ver como os seis postulantes chegam a Curitiba:

Brasil

Número de títulos da Liga: 9

Classificado em: 2º lugar (mesmo assim já tinha vaga garantida por ser o país-sede)

Campanha na 1ª fase: 6 vitórias, 3 derrotas

Pontos fortes: Defesa (Maurício Borges foi o 3º melhor na defesa e o melhor na recepção na fase de grupos) e o saque [completar aqui pq eu apaguei] E claro, o apoio da torcida que não vê o Brasil vencer em casa desde 1993.

Pontos fracos: Bloqueio (Maurício Souza e Lucão figuram muito abaixo no ranking da fase de grupos)

Prognóstico: Passa na fase de grupos e, se jogar muito bem na semifinal e final, tem chances de título

Canadá

Número de títulos da Liga: nenhum

Classificado em: 5º lugar

Campanha na 1ª fase: 5 vitórias, 4 derrotas

Pontos fortes: São subestimados (venceram EUA e Itália na fase de grupos), inclusive seu ataque, com jogadores entre os dez melhores do ranking da primeira fase.

Pontos fracos: Retrospecto contra os rivais do grupo – perdeu para o Brasil por 3×1 na fase de grupos. O Canadá volta a uma fase fimal de Liga Mundial após 4 anos.

Prognóstico: Fica no caminho

Rússia

Número de títulos da Liga: 3

Classificado em: 4º lugar

Campanha na 1ª fase: 5 vitórias, 4 derrotas

Pontos fortes: É a única equipe do grupo a ter começado a Liga com ritmo de jogo, mesmo tendo perdido 4 dos 5 primeiros jogos. Mostrou poder de reação para vencer as 4 últimas partidas. O bloqueio russo foi destaque, com o segundo e o oitavo melhores jogadores do torneio nesse fundamento.

Pontos fracos: Muitos desfalques – alguns como o oposto Mikhaylov que irão disputar o Campeonato Europeu em agosto, e outros como o central Muserskiy, que está brigado com a federação russa.

Prognóstico: Passa para as semifinais, mas não para a final.

=========

França

Número de títulos da Liga: 1

Classificado em: 1º lugar

Campanha na 1ª fase: 8 vitórias, uma derrota

Pontos fortes: A melhor campanha da competição, e o elenco mais bem rankeado na primeira fase. Perdeu apenas para a Itália, quando poupou o levantador praticamente o jogo todo.

Pontos fracos: O time é praticamente fechadinho e muito equilibrado. Vencer a França não vai ser moleza. Bem, a derrota para a Itália é o único parâmetro que as equipes tem sobre defeitos franceses, e foi no jogo que o Benjamin Toniutti praticamente não jogou.

Prognóstico: Favoritaça ao título

Estados Unidos

Número de títulos da Liga: 2

Classificado em: 6º lugar

Campanha na 1ª fase: 4 vitórias, 5 derrotas

Pontos fortes: Vencer o Brasil é um deles. Sempre se dão melhor em jogos decisivos. O ponta Talyor Sander é um dos melhores jogadores da competição, ranqueado pela FIVB como top 10 em cinco quesitos.

Pontos fracos: Estão claramente usando a Liga para preparar o ciclo olímpico de Tóquio, rodando um elenco mais jovem, e quase ficam de fora da fase final – somaram mais derrotas que vitórias. E pegaram um grupo cascudíssimo!

Prognóstico: Fica fora da semifinal por muito pouco.

Sérvia

Número de títulos da Liga: 1

Classificado em: 3º lugar

Campanha na 1ª fase: 6 vitórias, 3 derrotas

Pontos fortes: Atual campeã, mantém um bom equilíbrio entre o ataque, bloqueio e defesa, com vários jogadores entre os melhores do ranking. Destaque para Nikola Jovovic, que disputa com o brasileiro Bruninho o posto de melhor levantador da Liga.

Pontos fracos: Aleksandar Atanasijevic. Um dos melhores (senão o melhor) jogador sérvio, é novamente dúvida. Não participou da Liga ano passado por contusão, e só jogou as primeiras 3 partidas da Sérvia na primeira fase, alegando acordo com o treinador por férias. Bem, sem ele, ano passado a Sérvia venceu a Liga…

Prognóstico: Candidatíssima a final

Os dois grupos terão partidas entre os dias 4 e 6 de julho, e somente os dois primeiros avançam.

As semifinais da Liga Mundial serão disputadas na sexta-feira, 7. No sábado, será a vez das disputas por medalha: às 20h, a partida que define o bronze e às 23h05, a final.

Vamos torcer pela 10ª do Brasil! Será que vamos ganhar? Comenta aí!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!