Área de Imprensa

Leicester City, simplesmente sensacional!

Muito puritano que se acha espertão e que acha o futebol sem sentido fica se perguntando o que há de tão interessante nesse esporte.
A população da cidade de Leicester, no centro da Inglaterra, com certeza hoje sabe responder essa galera.

MANCHESTER, ENGLAND - FEBRUARY 06: Leicester fans celebrate during the Barclays Premier League match between Manchester City and Leicester City at the Etihad Stadium on February 6, 2016 in Manchester, England. (Photo by Simon Stacpoole/Mark Leech Sports Photography/Getty Images)

Criado em 1884, o Leicester City não faz parte do grupo seleto de clubes da elite inglesa. Pelo contrário, estaria ali como um clube que peregrina pelas divisões inferiores.
Era assim que ele se encontrava até vencer a Championship (a segundona inglesa) em 2013-2014, mas não parecia tão promissor ao disputar a Premiere League de 2014-2015, em que era o lanterna faltando poucas partidas.
Foi justamente após a derrota para o Tottenham – que seria o seu principal rival nesta temporada – que fizeram os Foxes acordarem. Tanto é que, após uma surpreendente reação, culminou com uma virada sobre o Manchester United (5×3, quando perdia por 3×1 aos 12min do 2º tempo).
Ainda não parecia algo para surpreender. Tanto é que, nas famosas casas de apostas inglesas, a cotação de um totalmente surreal título do Leicester City era de 5000 para um. Isso significa que, se alguém apostou uma libra nos Foxes, receberá 5000.

E realmente isso é até lógico no ponto de vista esportivo, já que, desde 1994 (quando outro surpreendente Blackburn venceu a recém criada Premiere League), o título inglês foi revezado pelos ricos e poderosos Manchester United, Arsenal, Chelsea, Mancehster City e Liverpool.
O que então o 12º elenco mais valorizado da primeira divisão inglesa poderia fazer senão se segurar na Premiere League, como fez na temporada anterior?

E quem disse que o futebol tem lógica?

leicester-sonhando

Desde a SEGUNDA rodada o Leicester frequenta a liderança. O escrete montado pelo treinador italiano Cláudio Ranieri (que já treinou clubes como a Internazionale de Milão e o Chelsea), tem como característica, entre outros fatores, uma obediência ao passe, mesmo quando sob pressão. Não tinham os melhores percentuais de passe e de posse de bola, mas é letal nos contra-ataques.
Jamie Vardy se tornou o grande astro do elenco, disputando a artilharia com o astro do Tottenham, Harry Kane.

Claro que o Leicester também se aproveitou do péssimo ano dos clubes TOPs (Chelsea perigou cair para a segundona no início do campeonato), mas conseguiu encarar um também impressionante Tottenham, que há tempos não conquista o titulo.

E, vejam como são as coisas, foi entre esses dois últimos clubes citados o capítulo mais importante da história do Leicester City: o empate de 2×2 entre os Blues e os Spurs deu o título aos Foxes, que não podem ser mais alcançados na tabela.

Desde 1962 um clube não ganhava o título pela primeira vez. Faltando seis rodadas para o final do campeonato, o Leicester tinha vantagem do 2º colocado melhor que o Bayern e o Barcelona. ELE SERÁ CABEÇA-DE-CHAVE DA PRÓXIMA CHAMPIONS LEAGUE!

Um campeonato tão incomum foi decidido, segundo muitos, de forma injusta. No próximo sábado, o Leicester joga em casa contra o Everton. Se o Spurs não tivesse deixado de vencer, os Foxes poderiam ser campeões em casa. Sim, isso seria lindo. Num conto de fadas comum, mas estamos falando de futebol.

Foi preferível que os jogadores, a comissão técnica, o treinador, enfim, o Leicester City, se unir ao povo de Leicester para torcer. E com certeza no sábado haverá a maior festa que a cidade já teve.

Bem, e o que esperar da próxima temporada? Acredito que esse pensamento só venha após o fim do campeonato. Até lá, todos os amantes do futebol vão curtir esse grande história – e com música!

“O futebol é a coisa mais importante dentre as menos importantes”, já disse o outro. É, ele tem razão!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!