AG News

Nuzman pede medalhas de bronze de 2008 herdadas para o Brasil!

Um dos destaques negativos das Olimpiadas e Paralimpiadas foi a descoberta do escândalo de doping do governo russo. O banimento total nos Jogos Paralímpicos e o banimento seletivo nos Olimpicos foi apenas uma das retaliações. E o nosso esporte foi prejudicado com essa treta!

OK< não foi nesse ano – afinal, a IAAF baniu a Rússia das Olimpíadas. Mas aconteceu em Pequim, 2008. Nosso revezamento feminino de 4×100 rasos conquistou sua melhor marca olímpica: 4º lugar na final, 10 centésimos atrás da medalhista de bronze, a Nigéria. A prata ficou com o quarteto belga, e o ouro… ADIVINHA COM QUEM?

033_ria08-333498_2592

O resultado foi frustrante, mas foi comemorado pelas brasileiras. No entanto, 8 anos depois, em meio as denúncias de fraude de doping da Rússia (em que o controle de doping do estado mantinha exames limpos dos atletas para usar em lugar de amostras ~frescas~) pegou a atleta russa Yuliya Chermoshanskaya.

Ela foi flagrada num reexame dela de Pequim, flagrando a atleta como positivo para Estanozolol e Turinabol. Ela foi desclassificada de todas as provas que disputou na China – 200m rasos, tirando o 8º lugar, e a equipe do revezamento 4×100.

Com a Rússia devolvendo o ouro, a Bélgica herdaria a medalha, passando sua prata para a Nigéria que – olha só – passaria o bronze pro Brasil!

A notícia saiu durante a olimpíada do Rio, animando a atleta Rosângela Santos, que não havia tido um bom dia de competição. Junto dela, Rosemar Coelho, Lucimar de Moura e Thaissa Presti completam o revezamento.

Na época, o Comitê Olímpico Internacional pediu à Federação Russa de Atletismo e ao Comitê Olímpico da Rússia que as medalhas de ouro das quatro atletas fossem devolvidas à entidade, e que a IAAF atualizasse o resultado final da competição.

Faz mais de um mês que isso aconteceu, e nada de medalhas. Terminou a Rio 2016 e o assunto não rendeu mais nada. Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB, decidiu enviar uma carta cobrando as medalhas de bronze do Brasil ao COB. Confira aqui a carta na íntegra.

Soubemos da desqualificação da equipe russa e como o Brasil terminou na quarta posição, gostaríamos de saber quando as medalhas serão entregues, disse Nuzman.

Belgium's Kim Gevaert (L) jubilates as she crosses the finishline ahead of Brazil's Rosangela Santos during the women's first round 4x100m relay heat 1 at the "Bird's Nest" National Stadium during the 2008 Beijing Olympic Games on August 21, 2008. Belgium, Britain, Brazil, Trinidad and Tobago, Japan, Netherlands, Nigeria and Poland advanced to the final round. AFP PHOTO / VALERY HACHE

Fonte

Se o bronze for confirmado para o Brasil, será a 16ª medalha do país nos Jogos Olímpicos de Pequim. São, no momento, três ouros, quatro pratas e oito bronzes.

E aí, será que a russaiada vai liberar o ouro? Comenta aí!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!