AG News Arena Olímpica

Plantão #ArenaRio #05

renatoagusto-brasil-reu

O segundo dia de competições olímpicas sacudiram o Rio de Janeiro! Não tivemos medalhas brazucas no domingão, então o destaque não será dos bons.

Não tem como não começar com o mico vergonhoso da nossa Seleção de Futebol masculino. Mais um jogo sem marcar gols, jogando visivelmente mal, com Micale mexendo no time de forma ainda pior. Não só a inoperância contra o Iraque, ou a difícil situação no grupo. O que mais deixou envergonhado a todos foi o desdém com a situação. Sairam de campo calados, sem dar qualquer declaração.

Bem, esqueçamos esses manés, e vamos ao que interessa:

ATROPELOU
As asiáticas vem que vem com tudo. A Seleção sul coreana conseguiu sua OITAVA medalha de ouro no Tiro com Arco. Realmente um atropelamento nas adversárias.

Nos Saltos Ornamentais, mais uma lavada (com o perdão do trocadilho). A dupla chinesa foi ouro com uma boa vantagem, com destaque para Wu Minxia, que conquista seu 4º ouro seguido na modalidade trampolim de 3m sincronizado.
Na ginástica artística, a americana simplesmente destruiu tudo – como esperado – e é favortia a 5 medalhas de ouro. Segura a mulé aí!

RECORDE
57746b9dec354
A coitada da linha do recorde sofreu nas piscinas cariocas. A sueca Sarah Sjostrom, nos 100m borboleta, e o britânico Adam Peaty, que no dia anterior já tinha feito o mesmo nos 100m peito, superaram a marca mundial. Mas a linha do WR foi mais humilhada pelo mito Katie Ledecky, nos 400m livre. Ela simplesmente baixou o recorde em 2 segundos: 3min56s46. O anterior era 3min58s37. Para fechar o dia, Micheal Phelps venceu com o revezamento americano a disputa do 4x100m livre, a sua 23ª medalha, 19ª de ouro. Se tornou o maior vencedor em revezamentos.

ZEBRA
bpGPQjEB
o animalzinho desfilou nas quadras de tênis ontem. A Venus Williams, depois de ser eliminada no torneio de simples, também saiu nas duplas, junto com a sua irmã, Serena!

Andy Murray também saiu do torneio de duplas. O favorito ao ouro com o seu irmão foi eliminado pelo… Belucci (falaremos mais tarde disso).

A maior zebra, no entanto, foi a despedida de Novak Djokovic do torneio de simples, ao ser derrotado pelo argentino del Potro. Djoko chorou e se desculpou com a torcida brasileira, que o apoiou em todo o jogo.

TENSO
Um acidente impressionante na prova de Ciclismo de Estrada feminino. Faltando 10km para o final, a holandesa Annemiek van Vleuten, numa curva, viu sua roda dianteira travar, se chocando de cabeça no meio-fio. Exames constataram concussão e pequenas lesões na coluna. No entanto, ela usou o twitter para tranquilizar os fãs.

(DES)ORGANIZAÇÃO
Na verdade não foi culpa da organização dessa vez. O vento foi muito forte na manhã de domingo, derrubando placas e estruturas de filas, rasgando parte da proteção do Centro Aquático e cancelando as provas de remo. Alguns quiosques do Parque Olímpico foram afetados, e tiveram que ser fechados durante boa parte do dia.

BOA, BRASIL
RIOEC8711JSK9_768x432
– A nossa esgrima fez bonito mais uma vez. Guilherme Toldo levantou a galera durante as disputas, chegando até a vencer o atual campeão mundial. No entanto, sucumbiu nas quartas-de-final, mas igualou a como a melhor atuação no esporte em Jogos.

– As meninas da ginástica brasileira, assim como os homens, fizeram história: se classificaram para a final em equipe, para o individual geral e para as finais por aparelhos (em 2 deles, na ~zona de medalhas~). Será que dessa vez vai?

– O handebol masculino estreia com vitória e quebrando um tabu: nunca havia vencido um europeu nas Olimpíadas. A vítima foi a Polônia.

– Como dissemos lá em cima, Belucci, acompanhado de André Sá, venceram os irmãos Murray, favoritos ao ouro, na competição de duplas. Mais cedo, ele teve um difícil jogo com um atelta alemão no simples, mas uma lesão do seu adversário evitou um 7×1 para o nosso brasileiro.

– Em outras modalidades, como no Tiro Esportivo e no Tênis de Mesa, seguimos bem, e podemos ter boas surpresas nos próximos dias.

IH, BRASIL…
28750798621_772a4a8891_o_w2jmtjI
– Se a natação foi proveitosa para os recordes, foi um fiasco para os brasileiros. A única pontada de alegria foi a primeira virada do revezamento 4x100m livre, quando viramos em 1º. E só. Acabamos m 5º, bem aquém das melhores marcas dos brasileiros.

– Evandro e Pedro Solberg foram derrotados por uma dupla cubana no Vôlei de Praia. um erro fatal no ponto decisivo do set desempate ferrou com os brasileiros.

– O basquete masculino começou apagado contra a Lituânia. No entanto, o que parecia ser uma vitória fácil dos europeus, virou completamente no quarto final. Ainda assim não deu pra reverter, mas pode dar esperança ao Brasil nas próximas partidas.

– Nosso judô passou em branco mais uma vez: Erika Miranda chegou até a disputa do bronze, e teve uma difícil luta com a tricampeã japonesa, mas acabou sendo derrotada. Carlos Chibana nem suou, perdeu na sua primeira partida para o japonês campeão mundial.

A IMAGEM DO DIA
y3rHWADp
O destaque do dia poderia ser a atleta do Nepal – a mais jovem dos Jogos e sobrevivente do terremoto – que venceu sua bateria na natação, ou a superação da dupla egipcia de Vôlei de Praia, que competiu de véu e calça, mas ficamos com um ouro marcante no judô.
Majlinda Kelmendi foi medalha de ouro no judô, categoria até 52kg. A atleta competiu em Londres 2012 sob a bandeira da Albânia, mas na verdade ela vem do Kosovo. O país ainda não havia sido reconhecido pelo COI. Agora em 2016 ela pode realizar o sonho de defender sua nação, e se tornar a primeira medalhista kosovar. Ao receber o ouro de Thomas Bach, presidente do COI, ela chorou relembrando a promessa feita: “Há um ano, ele foi ao Kosovo e disse ‘estou aqui para dar apoio a você’. Hoje, disse: ‘Lembra que fizemos um acordo? Hoje você o cumpriu'”.

===
E aí, faltou alguma coisa? Comenta aí!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!