Análise Copa América 2019 – Grupo A

Finalizando as análises da Copa América de 2019 (veja as outras aqui e aqui) temos agora o Grupo A, o grupo do Brasil.

Será que vamos levantar a taça dentro de casa? Confira a mini análise do grupo do Brasil.

Brasil

Nº de participações: 36
Melhor participação: Octacampeão (1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007)
Olho nele(s): Neymar (PSG), David Neres (Ajax), Richarlison (Everton)

A Seleção já chegaria pressionada para a Copa América por ser no Brasil, por Tite ter ficado no caminho na Copa do Mundo…

As coisas pareciam ficar mais fáceis com o sorteio, que não poderia ter sido melhor.
Só que a coisa muda de figura quando Neymar aparece.

Desde o incidente na final da Copa da França, quando agrediu um torcedor, até a denúncia de estupro, o foco da preparação é mais em Neymar – pelos motivos que não eram esperados.

Com a contusão de Neymar, será que o Brasil terá a paz necessária para pensar somente em futebol?
A primeira fase parece ser moleza. Será que com isso o Brasil consegue a paz que precisa para o título?

Prognóstico: favorito ao título

Bolivia

Nº de participações: 27
Melhor participação: Campeão (1963)
Olho nele(s): Marcelo Moreno (Shijiazhuang Ever Brigh)

Da mesma forma que os jogadores de outros países não rendem bem na altitude boliviana, os jogadores bolivianos não rendem bem a nivel do mar.
Dito isso, a Bolívia provavelmente é a seleção mais fraca do torneio e, se pensa em classificação, tem que jogar mais do que joga atualmente.

Prognóstico: cai na 1ª fase

Venezuela

Nº de participações: 18
Melhor participação: 4º lugar (2011)
Olho nele(s): Soteldo (Santos), Salomón Rodón (Newcastle)

A crise gigantesca que assola o país pode ser amenizada alguns dias por conta da sua seleção.
Após entregar o bastão de pior seleção para a Bolívia, a Venezuela vem rendendo bem nos últimos anos.
Nada extraordinário, mas se pensarmos que eles bateram na trave na eliminatória da Copa de 2014, eles podem arrumar alguma coisa.

Prognóstico: cai na 1ª fase

Peru

Nº de participações: 32
Melhor participação: Campeão (1939 e 1975)
Olho nele(s): Paolo Guerrero (Internacional)

Após ficar 32 anos sem Copa do Mundo, fazendo um mundial OK (mesmo caindo na 1ª fase) e com Guerrero em alto nível, o Peru pode ser considerada a 2ª força desse grupo.
O Peru, inclusive, foi o algoz brasileiro na Copa América Centenario, após deixar a Seleção na fase de grupos.
A partida será novamente a última da 1ª fase. Será que a história será diferente?

Prognóstico: chega as quartas-de-final

Jogos

14 de junho 21h30min
Brasil x Bolívia – Estádio do Morumbi, São Paulo

15 de junho 16h
Venezuela x Peru – Arena do Grêmio, Porto Alegre

18 de junho 18h30min
Bolívia x Peru – Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro

18 de junho 21h30min
Brasil x Venezuela – Arena Fonte Nova, Salvador

22 de junho 16h
Peru x Brasil – Arena Corinthians, São Paulo

22 de junho 16h
Bolívia x Venezuela – Estádio Mineirão, Belo Horizonte


Amanhã tem previsão especial do Pai Rabanada! Não perca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *