Análise da Fase de Grupos da Libertadores 2021

Ontem a Conmebol realizou o sorteio dos grupos da Copa Libertadores de 2021.

Num momento em que a pandemia se intensifica mais, a entidade sulamericana precisa redobrar os cuidados com o protocolo sanitário.

Já vimos, durante as fases preliminares, que a solução é mandar jogos no Paraguai, mas essa solução não vai poder ser adotada sempre.

Nesse post vamos abordar rapidamente todos os oito grupos da Libertadores 2021, rumo a final em novembro – que ainda não sabemos onde será.

Lembrando que, assim que a Terceira Fase Preliminar se encerrar, o post será atualizado com os reais classificados.

O foco, claro, é nos brasileiros, mas também falamos dos outros clubes.

Vamos lá?

Grupo A

O atual campeão tem um grupo “embaçado” pela frente. Assim como o Flamengo ano passado, vai enfrentar o campeão da Sulamericana do ano anterior.

O Defensa y Justicia não é mais comandado por Hernan Crespo, que agora treina o São Paulo, mas Becaccecce já mostrou ser um grande treinador inclusive no DyJ.

Além disso, o Verdão caiu de enfrentar uma equipe vinda da Pré-Libertadores.

No início do sorteio, especulou-se que o Grêmio iria ser o classificado, mas o Tricolor perdeu para o Independente Del Valle na primeira partida.

Ambas as equipes são cascudas, e tem grande chances de seguir na competição.

Só que, como campeão, o Palmeiras manteve sua base, e continua sendo um dos melhores clubes do continente.

Porém, a falta de reforços pode deixar o time “manjado”. Grupo complicado, mas dá pra se classificar.

Ah, o Universitário do Peru. Bem, ele vai ser o fiel da balança. Quem tropeçar nele, vai para a Sulamericana.

Classifação AG:
Oitavas: Palmeiras e G2
Sulamericana: Defensa y Justicia

Grupo B

Um sorteio favorável ao Internacional.

Depois da decepção no final do Brasileirão, os comandados de Miguel Ramirez não pegaram um grupo complicado.

O Olimpia não é “mais aquele”, mas precisa ser respeitado.

Ficou como cabeça-de-chave pelo seu histórico mas, na edição passada, nem conseguiu passar as oitavas.

E os paraguaios talvez seja o único desafio real do Inter.

Deportivo Táchira e Always Ready, de Venezuela e Bolívia, não são de fato adversários fortes, mas sabemos que o que decide é o dentro de campo.

No entanto, o elenco do Inter é capaz de passar fácil por esse grupo.

Classifação AG:
Oitavas: Internacional e Olímpia
Sulamericana: Deportivo Tachira

Grupo C

O Santos precisa passar do San Lorenzo primeiro mas, ao passar (o que aparentemente vai acontecer visto o excelente jogo de ida), vai pegar um grupo cascudo.

Começando pelo Boca Juniors. Sempre forte em casa, ainda está com, digamos, o “espinho” do peixe engasgado na garganta após a eliminação nas últimas semifinais.

O Barcelona e o The Strongest são sempre adversários perigosos, mas nada que assuste o Peixe, atual vice-campeão da Libertadores.

O trabalho recém iniciado por Ariel Holan vem sendo bem elogiado.

Não podemos esquecer que o melhor jogador da América, Marinho, está com fome de taça após 2020.

Classifação AG:
Oitavas: Santos e Boca Juniors
Sulamericana: The Strongest

Grupo D

Que azar, hein, que azar.

Foi assim que o torcedor do Fluminense viu o sorteio.

Se “deu sorte” pelo Palmeiras vencer a Copa do Brasil, lhe dando vaga direta na fase de grupos, o mesmo não aconteceu no sorteio.

Caiu justamente no grupo do que, sem exageros, é o melhor clube do continente, o River Plate.

OK, foi eliminado pelo Palmeiras na semifinal, além de ter sido vice em 2019, mas nenhum desses jogos foram baratos para os brazucas.

Se fosse apenas isso, seria tranquilo. Só que o Independente Santa Fé e o vencedor de Bolívar e Junior Barranquilla não são equipes que são fáceis.

O Fluminense, no entanto, também não foi bem recebido pelos outros clubes, por causa do bom rendimento no final da temporada passada e no início dessa.

Será, no entanto, ser o suficiente para passar de fase?

Classifação AG:
Oitavas: River Plate e Fluminense
Sulamericana: Santa Fé

Grupo E

O São Paulo veio ladeira a baixo no fim da temporada passada, e precisaria de um grupo não tão complicado para que o novo treinador Hernan Crespo possa montar sua equipe.

Tirando o Racing, que chegou nas quartas-de-final da Libertadores, eliminando o então campeão Flamengo no caminho, o Sporting Cristal e o Rentistas, do Uruguai não parecem ser ameaças a vaga nas oitavas.

O time peruano já teve melhor sorte na competição. Já o time uruguaio é vice-campeão local, e estreia na competição.

Porém, ano passado o Tricolor passou mal com BINACIONAL, então é melhor o São Paulo não vacilar.

Classifação AG:
Oitavas: São Paulo e Racing
Sulamericana: Rentistas

Grupo F

Não se engane com esse grupo, promete ser bem disputado.

Mesmo que Libertad e Atlético Nacional não tenham conseguido vaga direta, o vencedor entre os dois chega com grandes chances de avançar ainda mais.

O Universidad Católica, atual campeão chileno, também chega com força.

O Nacional obviamente tem um favoritismo, mas não vai ter vida fácil, principalmente pelo conturbado campeonato uruguaio, que acabou recentemente.

O Argentino Juniors, nesse cenário todo, seria o menos forte do grupo.

Classifação AG:
Oitavas: Nacional e Libertad
Sulamericana: Universidad Catolica

Grupo G

Como disseram nas internets, “todo grupo é da morte, já que sempre morrem dois”.

Só que é inegável que o Grupo G é um dos mais complicados.

Dos três, apenas o União La Calera é o único que ninguém se preocupa no grupo.

O que não dá pra dizer dos outros três.

O Flamengo, mesmo “não querendo”, conseguiu um emblemático bicampeonato brasileiro.

O Velez Sarsfield está forte no Argentinão, e vai ser adversário complicado.

A LDU, mesmo não sendo aquela campeã, chegou nas oitavas na temporada passada.

Vai ter briga de foice no escuro todo jogo!

Classifação AG:
Oitavas: Velez e Flamengo
Sulamericana: LDU

Grupo H

O Grupo H não promete ser um passeio no parque para o Galo, mas o Atlético não pode reclamar do sorteio.

Não pela tradição dos clubes em si, mas por sua situação.

O Cerro Portenho é um time que não vem se destacando muito no nacional.

O América de Cali então está no meio da tabela do colombiano.

O La Guaria foi campeão venezuelano, mas não parece ser um páreo duro para o que o Galo promete para a temporada.

Grupo para se promover ou quebrar de vez. Vai que é tua, Cuca!

Classifação AG:
Oitavas: Atlético-MG e Cerro Portenho
Sulamericana: América de Cali

One thought on “Análise da Fase de Grupos da Libertadores 2021

Deixe uma resposta