Arena Análise

Copa do Nordeste – Fase de Grupos (Grupo B)

Continuando com a análise dos grupos da próxima Lampions League (conhecida como Copa do Nordeste) com os membros do Grupo B.

Ontem, já começamos a ver as análises do Grupo A. Lembrando que são análises com relação a como os clubes iniciam o ano. Com certeza o resultado pode ser diferente do que prognosticamos (se é que essa palavra existe)!

Sem mais, vamos ao Grupo B!

Grupo B

Um grupo em que temos o recordista de títulos, um clássico potiguar BEM recente e um clube em reconstrução:

Vitória-BA

Melhor campanha: Campeão – 4 vezes (1997, 1999, 2003 e 2010)
Última Participação: 4º lugar (2017)
RAC 2018: 17º lugar

O maior campeão da competição vem de um 4º lugar no ano passado, e quer ser campeão novamente depois de 8 anos de seca – principalmente depois de ver o seu maior rival conseguindo levantar a taça em 2017.

O Vitória vem de um ano atribulado. Campeão estadual, lutou até o último instante possível contra o rebaixamento à Série B, e fechou o ano com eleições de nova presidência.

O treinador Vagner Mancini, depois de salvar o Leão da degola no Brasileirão, se mostra confiante com 2018 rubronegro:

A cara do Vitória é um time rápido, que corra bastante, que marque bastante. Nunca vi o time do Vitória ganhar as partidas por ter mais técnica do que o adversário. Sempre vi ganhar jogando com extrema velocidade, atacando o tempo inteiro e voltando. É esse o time que temos que montar.

Até o momento, o Vitória conseguiu conter o ímpeto do mercado do futebol (entenda-se Corinthians) pelo atacante Trellez. Não deve segurar, no entanto, o atacante Kieza, que está muito perto do Botafogo.

O Leão consegue manter a base de 2017, com alguns reforços: o atacante Denílson (vindo do São Paulo), o lateral Lucas (vindo do Fluminense), o volante Lucas Marques (vindo do Internacional) e o lateral Bryan (vindo do Cruzeiro).

De fato, o Vitória passou por maus bocados no fim do ano passado, mas com competência – e um pouco de sorte vindo de Chapecó – conseguiu se manter na elite do nosso futebol. Será que o time vai manter o embalo para voltar ao topo do Nordeste?

Prognóstico AG: Chegará as semifinais

ABC-RN

Melhor campanha: vice-campeão (2010)
Última Participação: 12º lugar (2017)
RAC 2018: 26º lugar

O ABC é o maior levantador de troféus do nosso futebol, mas não tem um 2017 assim tão agradável para lembrar. Apesar do título potiguar, não conseguiu sequer passar a 2ª fase da Lampions em 2017, e amargou mais um rebaixamento para a Série C.

Como muitos clubes por aí, o 2018 do Elefante é aquele da “terra arrasada”. Nada mais, nada menos que 14 reforços chegam ao ABC. Entre eles, o atacante Wallyson, que retorna ao time depois de 11 anos.

Além dos que chegaram, a turma que ficou é, da maioria, da base. Um time mais jovem, no entanto, não assusta o treinador Ranielle Ribeiro:

O futebol passou a ser decidido pelos jovens […] Então, se o nosso elenco é jovem, não podemos reclamar, temos que ter esses atletas no grupo. Mas é claro que a experiência não pode ser deixada de lado […]. Dessa forma, montamos uma espinha dorsal mesclando experiência com juventude […]. Esses atletas experientes vão nos ajudar no tratamento com os jovens.

Com esse time recém-montado, a expectativa é de ter um sucesso melhor fora do estado: voltar a Série B e, quem sabe, chegar as quartas da Lampions.

Se a tarefa não parece ser fácil, o sorteio ainda foi “generoso”: o ABC terá rival estadual pela frente no seu grupo. Um rival recente, mas que já dá muito trabalho ao Mais Querido no Campeonato Potiguar…

Prognóstico AG: Luta para chegar as quartas-de-final

Ferroviário-CE

Melhor campanha: 11º lugar (1997)
Última Participação: 12º lugar (1999)
RAC 2018: 87º lugar

Ressurgimento. Essa é a palavra de ordem do Ferrim após bater (e ficar por alguns anos) na 2ª divisão do Cearense. 9 vezes campeão estadual, o Ferroviário quer retomar a fama de 3ª força do estado, depois de anos deixando o seu torcedor na mão.

Ano passado, veio o tal ressurgimento no vice campeonato estadual, e a conquista das vagas para 2018 na Copa do Brasil, Copa do Nordeste (com 19 anos de ausência) e Série D. Um calendário anual era tudo o que o torcedor coral precisava. A questão é se o time está preparado para essa maratona.

Visando manter esse calendário anual em 2019, a diretoria fez contratações pontuais e manteve os medalhões Erandir e Mota. Além disso, trouxe Carlos Rabello, responsável por levar o Juazeirense-BA à Série C do Brasileiro:

Nós estamos empenhados em fazer o melhor para o clube, que tem um calendário recheado, principalmente nos primeiros quatro meses, com Copa do Brasil, Nordeste e Estadual. Será uma vitrine para todos e o Ferroviário não entrará nas competições só para disputar. Temos ambições e precisamos pensar grande, em uma boa campanha na Copa do Nordeste e no título cearense. O elenco do clube passou por uma reformulação, mas a captação de jogadores foi bem profissional o criteriosa.

A temporada do Tubarão da Barra já começou: empate na estreia do Campeonato Cearense. E, mesmo destoando da declaração do treinador, pelo visto o estadual será o foco da equipe no 1º semestre.

Prognóstico AG: Completa o grupo, sem muitas pretensões.

Globo-RN

Melhor campanha: 15º lugar (2015)
Última Participação: 15º lugar (2015)
RAC 2018: 38ª lugar

Antes que você pergunte: sim, o nome do time é uma homenagem a Vênus Platinada. Clube criado em 2012, já desponta como um dos melhores times do Rio Grande do Norte – já batendo de frente em alguns campeonatos com América e ABC, coincidentemente integrante do mesmo grupo na Lampions desse ano.

A temporada 2017 para a Águia de Ceará-Mirim foi muito boa: o vice-campeonato da Série D, ganhando acesso para a divisão superior colocou o time em um outro status.

O treinador do time, Luizinho Lopes, aliás, é o grande destaque da equipe. Depois da saída do treinador do Londrina, ele é o treinador há mais tempo dirigindo um mesmo time.

Foi lá que iniciou de fato sua carreira como treinador, e já se tornou histórico para o clube:

É um clube muito especial, que me dá muita autonomia para poder trabalhar com tranquilidade, sabendo que tem limite, porque treinador não pode ficar três, quatro, cinco jogos sem vencer porque complica em qualquer lugar do mundo. Mas o Globo FC é um clube muito especial, estou muito feliz, já vou para dois anos e pretendo dar sequência nesse trabalho

No quesito mercado da bola, o time (como sempre) é muito discreto. Nessa janela, manteve a base e trouxe o goleiro Wellington (ex-ABC), o volante Galiardo (ex-Brasil de Pelotas) e os atacantes Alex Sandro (ex-Juazeirense) e Vagner (ex-CSA).

O início da temporada é agora – o campeonato potiguar, mas nos amistosos de pré-temporada, Luizinho já viu que repetir o bom 2017 não será fácil.

Prognóstico AG: Pode surpreender, mas deve somente completar o grupo.

Amanhã faremos um apanhado do Grupo C da Lampions! Comente o que achou da análise e até amanhã!

Seja mais um Geraldo da Arena! Receba as nossas novidades direto do seu e-mail!