Esportes que deveriam estar em Tóquio: Futegolfe

Aparentemente, teremos Jogos Olímpicos em 2021, depois do adiamento por conta da pandemia de COVID-19.

Enquanto a hora da festa global do esporte não chega, vamos então a mais um esporte que deveria ser olímpico!

Dessa vez, mais uma vertente do futebol que pode facilmente ser adaptável em Tóquio chega por aqui.

Falo do Futegolfe!

O esporte é oficialmente recente, mas ele é originado de um esporte chamado codeball, criado em 1929 por William Edward Code, em Chicago, nos Estados Unidos.

O jogo era disputado em grandes parques, usando 14 buracos, tendo a bola de borracha de 15 centímetros de diâmetro.

Além dessa inspiração, suíços e escandinavos foram adaptando o jogo e estabelecendo regras desde o final da década de 1980.

Oficialmente, com as regras atualmente estipuladas, o jogo surgiu em 2008, com os holandeses Michael Jansen e Bas Korsten.

Em 2011 o jogo retornou a suas “origens” graças ao argentino radicado nos Estados Unidos, Roberto Balestrini, que criou a American Foofgolf League (AFGL).

Isso faz com que o futegolfe tenha pelo menos três vertentes diferentes (e uma delas brasileira, criada praticamente ao mesmo tempo da versão holandesa)!

O jogo (ou, pelo menos, uma versão dele)

Ao contrário do golfe, o custo de praticá-lo é muito mais acessível.

O jogo é tão simples quanto o nome indica.

É praticamente trocar a bola de golfe pela de futebol e o taco pela perna do atleta, além de aumentar o tamanho dos buracos.

Para não prejudicar o jogo de golfe, os “greens” (área ao redor dos buracos) do futegolfe são diferentes, mas são relativamente próximos aos greens oficiais.

Como no golfe, são 18 buracos ao todo, em que cada buraco tem um “par” (quantidade de “tacadas” ideais para acertar o buraco) de 3, 4 ou 5.

Respeitando as novas possibilidades com a bola de futebol, no caso do futegolfe, um buraco com “par 3” tem 90 metros, um “par 4” tem 130 metros e um “par 5” tem 180m.

Logicamente, essas dimensões podem mudar em grandes torneios.

Ao contrário do visual padrão de um golfista, para o futegolfe, há uma adaptação com a “moda” dos gramados dos estádios: chuteira de futebol society, meião de futebol, bermuda e camisa polo.

Copa do Mundo de Futegolfe!

O primeiro campeonato mundial da categoria aconteceu na Hungria no ano de 2012, com a participação de oito países.

Por conta da pandemia do COVID-19, a edição de 2020 do Mundial foi adiada.

 

Fonte

E aí, que outro esporte pode pintar aqui nesse quadro? Comenta aí!

Deixe uma resposta