Estádio Rei Pelé pode mudar de nome para Rainha Marta!

Em Alagoas, a principal praça esportiva do estado é nomeada como Estádio Rei Pelé.

Inaugurado no dia 25 de outubro de 1970, foi nomeado em homenagem ao recém tricampeão mundial, o “melhor jogador brasileiro”.

O Governador de Alagoas na época, Lamenha Filho, fez a homenagem a Pelé que, inclusive, participou da abertura do estádio.

No entanto, está correndo um processo de aprovação de Projeto de Lei na Assembleia Legislativa de Alagoas para mudar o nome do estádio para RAINHA MARTA.

Marta, a atual seis-vezes melhor jogadora de futebol, e a maior jogadora de futebol de todos os tempos (posso ter colocado um pouco de ufanismo aqui, mas que seja), é alagoana de Dois Riachos e torcedora fervorosa do CSA, que está na elite do nosso futebol, mandando jogos justamente no Rei Pelé.

O projeto não é novidade. Ele volta a tona depois de 11 anos da sua primeira “tramitação”. Na época, a Assembleia aprovou, mas o governador, Teotônio Vilela, acabou vetando.

Atrás de uma justíssima e urgente homenagem a Rainha Marta temos, como sempre, uma treta política.

PERMITA-ME UMA PALAVRA NOBRE COLEGA…

O projeto foi aprovado em primeira votação, mas os deputados precisam votar novamente em segundo turno, que não tem uma data marcada. Só aí o projeto segue para sanção do governador.

A polêmica está em modificar o nome, que é associado ao Rei do futebol, e mudar para o nome da Rainha do futebol.

O deputado Silvio Camelo (PV), temendo a polêmica, apresentou uma emenda ao esse projeto para que o estádio fique com dois nomes.

O autor do projeto, o deputado Antonio Albuquerque (PTB), afirmou que a mudança é válida pois Pelé, ao contrário de Marta, não tem vínculos com o estado:

As grandezas de Marta e Pelé são irrefutáveis e incomparáveis. Ambos têm importância nacional e mundial, mas somente Marta tem a importância local por seus laços e identidade com o estado, com o povo e com o futebol alagoano, o que a credencia ter a aclamação de seu nome, com o seu legítimo título de realeza, para designar o maior palco do futebol no estado de Alagoas.

Já o deputado Davi Maia (DEM) representa a ideia contrária ao projeto:

Muito mais do que o nome num estádio, a Marta merece uma estátua. Agora, trocar o nome, primeiro é inconstitucional, segundo é uma deselegância ao rei Pelé.

Marta até recebeu uma homenagem no estádio, um “Memorial” criado em 2014, mas o espaço está abandonado frente a grandeza da homenageada.

Memorial Rainha Marta na época da inauguração

Atualmente, está fechado e sofrendo com a ação do tempo.

Fonte

Marta merece homenagens, todos aqui estão de acordo. Só não queremos que essa “homenagem” não vire briga política sem sentido.

Que o Governo de Alagoas possa, pelo menos, revitalizar o Memorial Rainha Marta…

E você, concorda com a homenagem? Comenta aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *