GP Brasil de Fórmula 1 não vai acontecer em 2020?

A pandemia de COVID-19, assim como diz o funk, “atrasou os trabalhos” da Fórmula 1 em 2020, comemorando 70 anos.

Com a corrida na Austrália cancelada às pressas por conta do início da pandemia, o circo só retornou em junho, no GP da Áustria.

Ainda se reorganizando, a organizadora do evento resolveu fazer duas, três corridas num mesmo circuito (como o exemplo de Spa-Francorchamps, que recebeu duas corridas).

Aos poucos, o calendário vai sendo divulgado com corridas que foram adiadas e podem ser realizadas novamente (como Vietnã) e outras que podem não acontecer no ano.

Focando mais na Europa (onde a pandemia está “na descendente”), já existe a possibilidade de algumas corridas ocorrerem na Ásia, mas nada ainda foi divulgado oficialmente.

Só que a pandemia de COVID-19 continua forte, e seu novo epicentro preocupa: a América.

O dirigente da Mercedes, Toto Wolff, não crê que o circo vá para o Brasil ou os EUA esse ano por conta do pico da pandemia nesses locais.

“Olhando para esses países agora, você não pode imaginar que iríamos para lá. […] Baseado em minhas conversas com Chase Carey (CEO da Fórmula 1), ele não quer fechar nenhuma porta, mas não parece que iremos para lá. Eles são muito diligentes e não iriam lá se fosse um risco para o nosso povo”

A declaração foi dada a BBC no fim de semana do primeiro GP, o da Áustria.

Situação da Temporada

Até agora, sete GPs foram cancelados: Austrália, Holanda, Mônaco, Azerbaijão, França, Singapura e Japão.

Até o momento, o último GP seria o da Rússia, em Sochi, no mês de setembro.

No entanto, ainda tem alguns GPs pendentes (além do Brasil e dos EUA, Barein, Canadá e Vietnã estão adiados) podendo voltar ainda nessa temporada.

Em relação aos demais eventos previstos no calendário original, além de Brasil, Estados Unidos e México (que estão pendentes), as provas de Barein, Vietnã, China, Canadá, Rússia e Abu Dhabi estão com a situação indefinida.

O “Novo pódio” da F1, que iniciou na primeira prova da “conturbada” temporada de 2020.

A direção da F1 pretende fechar o número de corridas para 2020 entre 15 e 18.

De acordo com o regulamento, a temporada só é válida se houverem, pelo menos, 8 GPs.

Fonte

Ficamos no aguardo dos próximos dias para saber se a América será mesmo retirada da temporada 2020.

Coincidência ou não, esses são países que pouco agiram para um combate eficaz ao COVID-19, sendo duramente criticados internacionalmente.

Será que vamos ter GP do Brasil esse ano? Ainda tem aquela treta do terreno do Rio… Lembra?

One thought on “GP Brasil de Fórmula 1 não vai acontecer em 2020?

  1. Somando pandemia, falta de pilotos locais, prefeitura de SP barganhando taxa de promoção, brigas com o Rio de Janeiro (que mesmo que vença a queda de braço nem tem autódromo pronto, detalhe) e Bolsonaro queimando o filme do país, meu medo é que a Fórmula 1 esteja indo embora do Brasil para não voltar mais.

Deixe uma resposta