Os vencedores do THE BEST 2020

A FIFA realizou (de forma remota) a premiação dos melhores do ano de 2020. O The BEST.

Assim como foi o ano, a premiação foi de fato maluca…

Iniciando com homenagens a duas perdas gigantescas para o futebol, Maradona e Paolo Rossi, a FIFA iniciou com as premiações:

Melhor goleira: Sarah Bouhaddi (França / Lyon)

A segunda jogadora mais antiga do elenco do multicampeão Lyon, campeão frances e da Champions Feminina, demonstra o domínio do time francês no futebol feminino.

Melhor goleiro: Manuel Neuer (Alemanha / Bayern de Munique)

Voltando a vencer o prêmio, Neuer e o Bayern venceram tudo o que encontraram na temporada, coroando com uma vitória na Champions de forma invicta. Desbancou o brasileiro Alisson, o atual campeão.

Prêmio Puskas: Heung-min Son (Coréia do Sul / Tottenham)

Surpresa (para os brasileiros) o fato de Arrascaeta (gol do Flamengo contra o Ceará) não vencer. Ele foi o mais votado pelos internautas, mas os notáveis da FIFA optaram pelo gol do sulcoreano diante do Burnley, em 7 de dezembro de 2019, pela Premier League.

Melhor treinador(a) de seleções/clubes femininos: Sarina Wiegman (Holanda / Seleção Holandesa)

Uma das primeiras grandes surpresas, a ex-treinadora da Seleção Holandesa venceu Jean-Luc Vasseur, do Lyon. A treinadora assumirá a Seleção Inglesa em virtude da Eurocopa feminina.

Melhor treinador de seleções/clubes masculinos: Jürgen Klopp (Alemanha / Liverpool)

Um duelo alemão contra o treinador do Bayern Hans-Dieter Flick, acabou ficando com o treinador do Liverpool, que simplesmente dominou o Campeonato Inglês, vencendo a Premiere League pela primeira vez.

Fifa Fan Award: Marivaldo da Silva – torcedor do Sport

DEU BRASIL NA PREMIAÇÃO! O torcedor do Sport Marivaldo da Silva venceu pelo seu exemplo de superação e amor ao Sport.

Morador de Pombos-PE, caminhava até a Ilha do Retiro para ver o Sport jogar.

Pouco mais de 64 quilômetros, cerca de 12 horas de caminhada.

Seleção Masculina do ano

Alisson, Alexander-Arnold, Sergio Ramos, Virgil Van Dijk, Alphonso Davies, Joshua Kimmich, Kevin De Bruyne, Thiago Alcântara, Lionel Messi, Robert Lewandowski e Cristiano Ronaldo.

Detalhe, Alisson foi escolhido como goleiro da Seleção, mas quem venceu o prêmio de melhor goleiro foi Neuer…

Seleção Feminina do ano

Endler, Bronze, Renard, Bright, Cascarino, Bonansea, Verônica Boquete, Megan Rapinoe, Harder, Miedema e Tobin Heath.

Megan Rapinoe surpreendentemente está na lista, pois na última temporada jogou apenas uma vez. A própria Megan agradeceu mas explicou que “não merecia” essa votação.

Melhor jogadora: Lucy Bronze (Inglaterra / Lyon e Manchester United)

Ninguém de fato esperava que a dinamarquesa Pernille Harder, do Chelsea, a melhor jogadora da Europa.
E a inglesa Lucy Bronze conseguiu.

Uma escolha justa pela qualidade da inglesa, mas bem polêmica em virtude da grandiosa temporada de Harder.

Melhor jogador: Robert Lewandowski (Polônia / Bayern de Munique)

Depois das escolhas questionáveis anteriores, todos temiam que o prêmio da noite fosse para Messi ou Cristiano Ronaldo que, mesmo com méritos pela carreira, não fizeram uma temporada nem próxima ao do polonês.

Pelo menos deu Lewandowski dessa vez. O atleta também foi o melhor jogador da Europa, e recebeu o troféu do The BEST diretamente das mãos do presidente da FIFA, Gianni Infantino.

E aí, o que achou da premiação? Faltou Neymar aí? Ele estava era jogando CS:Go na hora da premiação

Comenta aí!

Deixe uma resposta