Bolo de Laranja

INGREDIENTES
4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de óleo
suco de 2 laranjas
casca de 1 laranja
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento

MODO DE PREPARO
Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo, o suco e a casca da laranja
Passe para uma tigela e acrescente a farinha de trigo e o fermento
Leve para assar em uma forma com furo central, untada e enfarinhada, por mais ou menos 30 minutos
Desenforme o bolo e molhe com suco de laranja.

=====

Não entendeu nada?

Durante a ditadura militar, entre 1964 e 1985, mais principalmente após o AI-5, homologado no final de 1969, a censura foi muito forte, principalmente na música e na imprensa.

Muitas musicas, filmes, peças, revistas e jornais foram cortadas ou nem viram a luz do dia durante esse tempo ditatorial, por que, segundo os militares, essas obras tinham cunho nocivo ao regime que comandava o país.

Nas redações dos jornais, os censores ficavam ligados em algum artigo que desagradava o regime. Quando os censores encontravam artigos assim, “””pediam””” aos editores-chefe dos jornais que não publicassem tal artigo e NEM INDICASSEM QUE FOI UM ARTIGO CENSURADO.

Logo, para agradar os censores e não quebrar a diagramação do jornal, os editores acrescentavam poesias e – pasmem – receitas.

Logo, quem lia o jornal conseguia se ligar que algo havia acontecido.

E porque isso agora?

Entendemos que o novo presidente Jair Bolsonaro não representa o que entendemos por brasilidade. O Brasileiro é (ou pelo menos era) um povo hospitaleiro, acolhedor e feliz.

Fomos macerados por escândalos de corrupção nos últimos anos. A violência assola a todos. E é explicável essa onda de mudança. O problema é que a mudança oferecida não é a melhor.

Um discurso de preconceito de gênero, opção sexual, raça, nacionalidade é o mote de Bolsonaro e de seus seguidores. Ódio contra quem não pensa igual não é uma boa notícia…

Na imprensa, explodem cenários de ódio, morte e estupro (pra não dizer outras coisas) justificadas pelos discursos do mito que, se não explicitamente fala essas coisas, dá voz a elas.

O cenário não é o melhor para quem não pensa como Bolsonaro e seus seguidores. Muitas insinuações de quebra de direitos fundamentais e agressões ao regime democrático foram feitas por ele e seus próximos, sendo “passado pano” pelos seus eleitores e pela grande imprensa.

Pessoas comemoram nas ruas nos cadáveres de mortos e nos corpos violentados em nome do MITO.

Mas nós não nos renderemos. Ao contrário “deles”, que exprimem ódio até na vitória, vamos lutar por igualdade, fraternidade e unidade, para esquerda, direita ou centro. Somos todos (TODOS) brasileiros, sem distinção.

Este perfil deseja sorte ao novo presidente, que ele NÃO CUMPRA o que prometeu na campanha, que ele traga a união ao país (algo que duvidamos).

Entendemos que, como um site de esporte – iniciado no longínquo ano de 2008 no blog/podcast BnCI – que brinca com o esporte, mas celebra as benesses e critica os prejuízos que ele sofre, que o esporte é um instrumento de transformação da sociedade, instrumento de união entre todos. E não vamos desistir disso.

Pode ter certeza: seremos oposição forte contra seu braço contra os diferentes. Estaremos aqui na luta sempre pelo Brasil PARA TODOS.

Link original do bolo

Um comentário para “Bolo de Laranja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *