Esportes que deveriam estar em Tóquio: Luta Turca

A nossa série de esportes que poderiam muito bem estar no plantel de modalidades olímpicas deixa de lado um pouco os esportes coletivos e envereda nas LUTAS!

Vamos conhecer um pouco de um esporte que dificilmente seria olímpico – e talvez nenhum lutador queira integrar ao seu rol de MMA…

Trata-se da Luta Turca!

Chamada localmente de Yağlı güreş (“luta de azeite” ou “luta de gordura” em turco), esse é o esporte nacional da Turquia.

A modalidade consiste numa luta em que os combatentes se besuntam de azeite antes do combate (yağlı = azeite ou gordura) – inclusive dentro das calças… (er…).

Além de dificultar a “pegada”, o azeite besuntando os lutadores serve para espantar insetos e impedir o contato da pele com a grama.

Os lutadores, ou pehlivan (herói ou campeão, em persa) vestem os kisbets, calções de couro que vão até a região dos joelhos feitos de pele de búfalo ou de vitela.

Antes de vestir o kisbets, o lutador precisa fazer uma oração, beijá-la e leva-la a testa por três vezes. Durante a competição, grupos musicais (com baterias e flautas) tocam canções tradicionais.

Vence a luta quem, er, erguer o adversário segurando pelo kisbet, mantendo a cabeça em baixo e as pernas em cima durante alguns segundos.

Para facilitar essa “pegada”, já que ambos estão besuntados de óleo (er…) costuma-se enfiar as mãos dentro das calças um do outro (er…….).

E se você (assim como eu) vê conotação sexual nisso tudo, na tradição turca nada mais é do que um ritual religioso.

No original, as lutas não tinham um tempo de duração, podendo durar dias, até que um pehlivan conseguisse vencer.

Em 1975, porém, foi estipulada uma duração máxima de 40 minutos, com uma “prorrogação” de 15min.

Recentemente também, assim como a Luta Greco-Romana, foi implantado um sistema de pontuação – à contragosto dos “tradicionalistas”:

  • Deixar o oponente de joelhos e agarrá-lo pelas costas são 2 pontos – sair dessa situação de submissão, 1.
  • Conseguir passar da posição de defesa para o ataque rende 2 pontos.

As lutas, que são uma antiga tradição turca, acontecem há centenas de anos – em Edirne ocorre desde 1361, a mais antiga competição esportiva realizada continuamente.

O Kirkpinar (nome do torneio) de Edirne é considerado pela UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade!

(Pode conter cenas NSFW, sei lá, para os ocidentais. Então cuidado)

Fonte

E aí, o que achou? Que outro esporte poderia pintar aqui? Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *