Esportes que deveriam estar em Tóquio: Cubo Mágico

Quem aqui nunca se aventurou por tentar resolver um “cubo mágico”?

Um dos jogos mais famosos do mundo, foi inventado pelo professor de arquitetura húngaro Ernő Rubik em 1974, que lhe deu o famoso nome.

A Ideal Toys, detentora dos direitos nos EUA, mudou só para os americanos o nome para “Cubo de Rubik“.

Uma simples experiência de noções de tridimensionalidade para os alunos de Rubik virou ícone da cultura popular na década de 1980 e, até hoje, consta como um dos brinquedos mais vendidos no mundo, com mais de 350 milhões de unidades vendidas.

Feito geralmente em plástico, o “Cubo Mágico” possui várias versões, sendo a versão 3x3x3 a mais comum (6 faces com 6 cores diferentes). O maior já feito é de 33x33x33!

Cubo Mágico é esporte?

Como o desafio de montar o cubo não parecia ser suficiente, começaram a surgir competições para ver quem “resolvia o cubo” mais rápido.

Logo surgiu um esporte: o “Speedcubing”, o “esporte que poderia estar em Tóquio” da vez!

A primeira competição de montagem de cubos foi realizada na Hungria, terra do inventor, em 1982.
Naquela época, o vencedor foi um “atleta” do Vietnã, que resolveu em 22,9s.

Para você ter uma ideia, o atual recordista mundial resolve o cubo mágico 3x3x3 em incríveis 4,22s (ou seja, bem mais rápido que você lendo essa frase).

Atualmente, existem diversas versões do cubo, até não sendo um cubo: o pyraminx tem formato de pirâmide, enquanto o megaminx é um dodecaedro (tem 12 lados).

Existe uma Copa do Mundo de Speedcubing, organizado pela WCA (World Cube Association), que até teve uma edição no Brasil, em São Paulo, no ano de 2015.

A última edição ocorreu em Melbourne, na Austrália, e o alemão Philipp Weyer foi o vencedor da principal categoria, resolvendo o cubo 3x3x3 em 6.74s de média (5.97 a melhor marca).

Além da resolução do 3x3x3 e de outras dimensões (como o 2x2x2, 4x4x4) existem ainda na competição a resolução:
– com os olhos “vendados”
– com menor número de movimentos
– com uma mão
– com vários cubos
– COM OS PÉS…

Como curiosidade Ernő Rubik, o inventor, demorou um mês para resolver o cubo pela primeira vez.

Fonte

E você? Tem alguma técnica pra resolver o cubo mágico? Se arriscaria a competir? Comenta aí!

Deixe uma resposta