Esportes que deveriam estar em Tóquio: Futebol de Pântano

Seguindo nossa série de esportes que poderiam muito bem estar em Tóquio no próximo ano, vamos de futebol…

Bem, como temos apenas o futebol de campo, e outras modalidades com futebol no nome não ganham chances (como o Futebol de Areia ou o Futsal), que tal algo mais… sujo?

O futebol de pântano é um jogo que, como o próprio nome sugere, é realizado em um campo cheio de lama.

Jogo sujo

A modalidade surgiu na cidade finlandesa de Hyrynsalmi. Lá existem vastas áreas pantanosas, perfeitas para atletas de ski cross-country aprimorarem o condicionamento físico exigido pela modalidade durante o verão.

Foi um treinador de cross-country que teve a ideia de jogar futebol nos lamaçais, nos idos de 1998.

Para encarar essa modalidade, é preciso ter preparo físico apurado.

A bola até rola, mas o jogador precisa se esforçar mais. Pelo menos não corre tanto quanto na grama.

O “campo” lamaçento tem dimensões oficiais: 30 x 60m, e as partidas tem duração de 2 tempos com 10min cada.

Cada equipe conta com seis jogadores em campo (um goleiro e mais cinco “de linha”), e as substituições são ilimitadas.

Em situações de pênalti ou falta, o cobrador tem que arremessar a bola para cima antes de realizar o chute.

Desde o ano 2000 acontece anualmente a Copa do Mundo de Futebol de Pântano, sempre em Hyrynsalmi.

Além do futebol enlamaçado, o evento conta com um festival de música para os presentes.

O organizador da Copa do Mundo de Futebol de Pântano, contou a agência Reuters como é disputar a modalidade:

“Às vezes é lama (cobrindo a perna) até a virilha, enquanto algumas partes do campo são menos encharcadas […] Esse esporte é muito difícil. Um corpo magro e pernas longas são vantagens. Um bom jogador deve ser como um alce no pântano”

Confira um pouco da modalidade (e se tem espaço suficiente na grande poça aí da sua rua esburacada)

Fonte

Que outros esportes poderiam estar em Tóquio? Comenta aí!

Deixe uma resposta