Esportes que deveriam estar em Tóquio: Roller Derby

Hoje vamos mostrar um esporte que é famoso no cinema e que tem uma força política importante!

Mais um esporte que poderia tranquilamente figurar nos Jogos Olímpicos. Trata-se do Roller Derby!

A modalidade foi criada nos Estados Unidos há muito tempo, na década de 1930.

No entanto, o esporte se tornou profissionais no início dos anos 2000, com a criação de uma associação mundial, a WFTDA (Associação do Derby de Pista Plana Feminina).

O esporte, pelo que vimos na sigla da associação, é predominantemente feminino, e tem importância política e social na luta pelos direitos feministas em diversos países.

Por ser um esporte de contato e velocidade, que trabalha com a confiança das mulheres, é considerado um esporte feminista.

O único pré-requisito para participar do roller derby é se identificar como parte do gênero feminino.

Conforme explica Ana Clara Miranda, coordenadora da liga carioca Sugar Loathe Roller Derby:

“É muito empoderador, além da diversidade de gênero. Fora isso, toda a questão da sexualidade também, não há nenhuma discriminação”.

A estudante universitária Guinevere Gaspari, atleta de Roller Derby, concorda:

“Eu sou acima do peso, então eu nunca achei que eu poderia ser aceita em nenhum tipo de esporte. No Roller Derby vi que existem meninas com corpos completamente diferentes. Então eu achei, enfim, o lugar em que eu tivesse um esporte para chamar de meu”

O jogo

Consiste em duas equipes, de cinco membros cada, que patinam numa pista oval.

A partida – chamada de bout – tem dois tempos de 30min.

Cada período é dividido em jams, de até 2min, em que cada equipe nomeia um jammer por jogo.

O jammer marca pontos para sua equipe ultrapassando membros da outra.

Aos outros integrantes da equipe, chamados de blockers, resta impedir o jammer adversário (e/ou facilitar o trabalho do seu jammer).

Entre os jams existe um intervalo de 30 segundos para realinhamento e substituições (exceto atletas que foram excluídos por penalidade).

Existe um campeonato mundial da modalidade! A última, em 2019, aconteceu em Barcelona, na Espanha. As americanas são as atuais tetracampeãs da modalidade.

Talvez você já tenha visto um exemplo de como esse esporte funciona no filme Garota Fantástica, de 2009.

Fonte

Qual próximo esporte você quer ver por aqui? Comenta aí!

Deixe uma resposta