O Novo Ranking da FIFA

O Ranking da FIFA sempre trouxe controvérsias desde que foi publicado pela primeira vez, no início da década de 1990.

Quer por aberrações como seleções sem títulos liderando a lista (estou falando com você, Bélgica) ou pela sua utilização nos sorteios da Copa (agora essa vai para a Suíça e para a Polônia), o Ranking da FIFA trazia mais críticas do que o esperado.

Depois da Copa, a entidade máxima do futebol decidiu modificar o cálculo do seu Ranking, e divulgou a primeira listagem com essa novidade agora, em agosto.

A gota d’água que transbordou a mudança foi a Polônia. Ausente das duas últimas edições da Copa (2010 e 2014), ainda fez uma campanha fraquíssima na Euro 2012, e foi eliminada nas quartas de final da Euro 2016, com apenas duas vitórias.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! O Novo Ranking da FIFA

Mesmo assim, a seleção europeia encontrou uma brecha na regra do ranking que valia na época para pegar uma cabeça-de-chave na Copa: evitou os amistosos, que não valiam tantos pontos. Resultado: eliminação patética na Copa do Mundo, num grupo que “prometia ser fácil”.

A nova fórmula

A fórmula usada agora pela FIFA é baseada no Método Elo, originada do xadrez, e foca na força dos oponentes. Foi adaptado com o modelo SUM, que foi desenvolvido para atender os detalhes específicos ao futebol.

O que a fórmula faz é basicamente somar (ou subtrair) pontos adquiridos no período, em vez de fazer uma média com a relação do mês anterior, como acontecia no ranking antigo.

Outro detalhe considerado é a expectativa de resultado (uma seleção melhor ranqueada tem mais chance de vencer uma seleção mais abaixo na lista).

Os pesos dados a importância dos jogos também mudaram. Os amistosos, obviamente, pontuam menos do que um jogo de Copa do Mundo. Dentro dos torneios, no entanto, um jogo na fase de mata-mata vale mais do que um da fase de grupos.

Para esse novo ranking, as seleções foram pontuadas, de acordo com o último ranking, de junho (ela cancelou a edição de julho), numa faixa entre 800 e 1600 pontos, separados por 4 pontos.

Por exemplo, a Alemanha, 1º lugar no Ranking de junho, ficou com 1558 pontos. O Brasil, 2º lugar, ficou com 1554, e assim por diante.

A nova fórmula do Ranking da FIFA é o seguinte:

P = Pantes + I * (R – Re)

Pantes: Pontos antes do jogo
I: Importância do jogo
R: resultado do jogo
Re: resultado esperado do jogo

I é o peso de importância do jogo, de acordo com a competição. São eles:

Amistosos fora da Data Fifa – 5 pt
Amistosos na Data Fifa – 10 pt
Jogos da fase de grupos da Liga das Nações da UEFA – 15 pt
Playoffs e jogos finais da Liga das Nações – 25 pt
Jogos de eliminatórias de torneios continentais (como Eliminatórias da Euro) e Eliminatórias da Copa do Mundo – 25 pt
Jogos de torneios continentais até as quartas de final – 35 pt
Jogos a partir das quartas de final de torneios continentais e todos os jogos da Copa das Confederações – 40 pt
Jogos da Copa do Mundo até as quartas de final – 50 pt
Jogos da Copa do Mundo a partir das quartas de final – 60 pt

R é o resultado do jogo. Os valores são:

Vitória – 1 pt
Empate – 0,5 pt
Derrota – 0 pt

Re é o resultado esperado do jogo. Usa a seguinte fórmula:

Re = 1 / ( 10 ^ (-dr/600) + 1)

Sendo dr a diferença das classificações do ranking das duas equipes (Pantes da seleção A – Pantes da seleção B).

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! O Novo Ranking da FIFA

Ok, você deve estar meio perdido agora. Nós entendemos. Para compreender melhor essa regra, vamos a um exemplo prático.

Brasil x Sérvia – Copa do Mundo – 3ª Rodada da Fase de Grupos – Grupo E.

Digamos que o Brasil tivesse 1500 pontos contra 1400 da Sérvia antes da partida começar.

O jogo tem peso I = 50.

Como bem lembramos, o Brasil venceu a Sérvia por 2×0. Então:

R(BRA) = 1 e R(SRB) = 0.

Logo:

Para o Brasil: P = 1500 + 50 * (1 – 1 /(10 ^ (-(1500 – 1400)/600) + 1 ));
Para a Sérvia: P = 1400 + 50 * (0 – 1 /(10 ^ (-(1400 – 1500)/600) + 1 ));

Arredondando, o Brasil ganhou 30 pontos nesse jogo, ficando com 1530. Já a Sérvia perdeu a mesma quantidade de pontos, ficando com 1370.

Algumas situações específicas do futebol são consideradas pela fórmula nova:

Disputa de pênaltis: É dada a soma de empate para a seleção perdedora (0,5 ponto em vez de 0) e “meia vitória” para a vencedora (0,75 ponto em vez de 1,5)

Isso não acontece em caso de jogos em que houve um vencedor no tempo normal ou prorrogação. Mesmo que a disputa vá para penalidades, a pontuação é normal.

Jogos de mata-mata de torneios: caso, num mata-mata, uma seleção melhor ranqueada for derrotada o tempo normal/prorrogação, ou vencer nas penalidades, de uma seleção pior ranqueada, caso sejam subtraídos pontos, deverá ser dado valor zero.

Ou seja, em mata-mata, se (R – Re) > 0, logo P = Pantes.

O novo Ranking

Confira abaixo o novo ranking da FIFA, já considerando o novo critério – A França obviamente assumiu a liderança, a Bélgica passou o Brasil, e a Croácia vem logo atrás (dá uma ligada na despencada que deu a Alemanha e a Argentina…)

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! O Novo Ranking da FIFA

Confira aqui o ranking FIFA completo.

E aí, entendeu? Ficou mais claro que o outro? Concorda com essa mudança? Comenta aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *