Son x Exército Coreano. Porque a carreira do jogador foi ameaçada?

O ano de 2018 será inesquecível para Heung-Min Son, pra dizer o mínimo.

O jogador de futebol do Tottenham, da Inglaterra, teve uma ameaça real na sua carreira. Não por lesão, nem mesmo por algum escândalo pessoal. Foi por causa do seu próprio país.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! Son x Exército Coreano. Porque a carreira do jogador foi ameaçada?
Son é um dos destaques do clube de Londres Tottenham.

Na Coréia do Sul, é obrigatório o Serviço Militar de, pelo menos, 21 meses, até completar a idade de 28 anos.

Son completou 26 anos no último dia 8 de julho, e via sua carreira fortemente ameaçada por conta desse Serviço Obrigatório.

Se ele simplesmente não se apresentar, será preso. De acordo com o tablóide The Sun, cerca de 400 sul-coreanos estão presos por não terem se alistado.

No entanto, existe uma brecha na lei: se o cidadão for atleta e se destacar por alguma competição esportiva ele pode ser dispensado.

Como percebemos, ser destaque num dos principais clubes do mundo não foi o suficiente. Portanto, precisaria levar a Seleção Sul-Coreana a alguma conquista.

Son não foi chamado para os Jogos Olímpicos em 2016, quando a Coréia do Sul ficou na fase de quartas-de-final.

Na Copa do Mundo deste ano, na Rússia, caiu num grupo encardido com a atual campeã Alemanha, mas no jogo decisivo para ambas (os sul-coreanos haviam perdido para Suécia e México e a classificação era improvável), a Coréia do Sul varreu os Alemães da Copa.

E com o gol que jogou a pá de cal na então campeã do mundo foi do próprio Son.

O que poderia ser o suficiente para a dispensa virou uma das maiores BRONCAS em público que se tem noticia. Os jogadores foram recebidos com ovadas na Coréia do Sul…

Os Jogos Asiáticos

A última cartada foi o torneio de futebol dos Jogos Asiáticos (algo como o Pan para países da Ásia).

Os Jogos Asiáticos são famosos mas não traz apelo aos clubes liberarem jogadores –  no Pan, por exemplo, a competição de futebol masculino é com jogadores Sub-17.

Mesmo assim Son e o Tottenham concordaram que era a última chance do sul-coreano de escapar do serviço obrigatório, e o clube inglês liberou o jogador das primeiras rodadas da Premier League.

Com todo o drama no torneio masculino (com uma angustiante prorrogação contra o Uzbequistão nas quartas-de-final), Son conseguiu ajudar a seleção Sul-Coreana a conquistar o ouro no futebol masculino. Na decisão contra o Japão, 2×1.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! Son x Exército Coreano. Porque a carreira do jogador foi ameaçada?
O sorriso no rosto de quem só vai precisar jurar a bandeira!

Ainda assim, livre do serviço, Son ainda terá que fazer quatro semanas de treinamento básico e ainda vai ser colocado na lista de reserva do exército.


Que história, hein? Será que se tivesse um Neymar por lá fariam tudo isso? Comenta aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *