AG Retrô 2021 – Novembro

Chegamos em novembro. Fica alerta aí, geraldo(a)!

(nota: ela ainda está se recuperando da bolada, e perdeu parte da visão. Melhoras pra ela. E Goias: chega junto aí na ajuda com a torcedora!)

Vamos acompanhar como foi o penúltimo mês de 2021 na NOSSA VISÃO!


Nos campos, na raquete, na prancha, na neve

Em fevereiro, vamos ter (aparentemente) os Jogos Olímpicos de Inverno.
E podemos ter em quem torcer: Nicole Silveira no skeleton!

Venceu etapas da Copa América, e vai bem no circuito mundial. Olho nela!

Nos esportes de verão, tivemos destaque também.

Tivemos bicampeonato mundial de skate com Pâmela Rosa, e a nossa Fadinha Rayssa Leal foi prata.

Hugo Calderano ficou mais uma vez muito perto de ser um dos quatro melhores do tênis de mesa.
No entanto, a frequência vai ajudar ele a conquistar medalhas!

Tivemos um momento emocionante também em novembro: a despedida da Seleção de Formiga.

A atleta que defendeu nossas cores por VINTE E SEIS ANOS, sete Copas e sete Olimpíadas, quase não entra em campo na sua própria despedida.

Aliás, a divulgação da CBF para o amistoso foi péssimo. Porém, o momento em si foi emocionante, com a própria Rainha Marta em pessoa homenageando a atleta.


Sex tape, caso de máfia, injustiças, fogueiras…

A France Football voltou a premiar o Bola de Ouro – depois de deixar de premiar em 2020.

Porém, nem todo mundo curtiu a escolha de Messi como o melhor jogador. Até o Messi disse que o Lewandowski merecia…

No entanto, a roubada do mês foi de Xavi Hernandez, que assumiu a barca furada do Barcelona.

E ficamos sabendo na coletiva de posse que a CBF o convidou a assumir a Seleção Brasileira após a Copa de 2022.

Sobre a Copa de 2022, ESTAMOS NELA!

Uma vitória sobre a Colômbia – com gol de Paquetá – e empate contra a Argentina – com sextape do Paquetá – nos garantiram em mais um mundial.

Mundial que Itália e Portugal não poderão disputar juntos.

Terminando em segundo lugar de seus grupos, caíram no mesmo lado da chave na repescagem europeia para a Copa do Mundo.

Ou seja, apenas um deles irá para o Catar.

Se em Portugal Cristiano Ronaldo vem tendo essa tensão, no United ele está salvando o time.

Salvou o cargo do treinador Solskaer até onde deu.

Se não fossem seus gols para empatar ou vencer jogos, o Manchester United estaria bem pior na Champions e na Premier League…

E vimos em novembro um caso que é história de máfia (ou de novela mexicana):

A jogadora do PSG Kheira Hamraoui foi agredida em emboscada, e a autora foi a sua colega de time, Aminata Diallo.

Ou, pelo menos, era o que se achava. Inicialmente, se pensava que o ato fosse algo pra tirar Kheira do time, em favor de Diallo.

Porém, o negócio desembocou numa vingança conjugal, envolvendo até o ex-jogador Abidal


Futebol BR é confusão só

Novembro teve muita confusão dentro e fora dos gramados do Brasileirão.

Depois de um Gre-nal com vitória do Inter, os JOGADORES entraram em campo com caixões tricolores, causando revolta nos jogadores – a partida foi no Beira-Rio.

Depois de uma série de erros claros de arbitragem (de campo E de vídeo), a CBF resolveu agir… Demitindo Gaciba.

Obviamente não resolveu nada…

O STJD, um dia antes do Dia da Consciência Negra, deu um “presentão” para o futebol brasileiro, dando de volta os pontos do Brusque que haviam sido tirados por conta da denúncia de racismo em Celsinho, do Londrina.

Também vimos o absurdo com Bruninho, santista que foi muito hostilizado pela torcida do Santos ao pedir a camisa do goleiro do Palmeiras Jailson, de quem é grande fã.

O Brasil abraçou Bruninho, que recebeu mais do que só o uniforme do alviverde, mas uniformes de vários clubes do Brasil, e um recado especial do Rei Pelé.

Para acabar essa seção, uma surpresa imensa: o Íbis, conhecido como pior time do mundo, conseguiu retornar a elite do futebol pernambucano.

É, isso mesmo!


É CAMPEÃO!

Novembro veio com muito grito de campeão junto.

No Brasileirão, a Aparecidense-GO venceu o Campinense-PB na decisão e faturou a Série D – seu primeiro título importante.

Na Série C, o Ituano foi o vencedor ao passar pela Tombense.

Já na Série B, o Botafogo acabou sendo o campeão brasileiro.

No entanto, os grandes títulos do mês foram os continentais, e só deu Brasil – e todas as finais no Uruguai.

A Libertadores Feminina foi pela terceira vez para o Corinthians.

Mesmo sofrendo com mais um absurdo caso de injúria racial em campo durante a semifinal, as mulheres do Timão mostraram porque dominam o futebol feminino no país e no continente.

Os torneios masculinos da CONMEBOL foram todos dominados pelo Brasilzão, com as 4 equipes finalistas vindas do Braisil.

Na Copa Sulamericana, o Athletico-PR sagrou-se bicampeão ao bater o RB Bragantino.

Já na Copa Libertadores, mesmo com um Aerofla pra lá de insano, o Flamengo mesmo favorito parou no gol decisivo de Deyverson.

O Palmeiras precisou da prorrogação para passar do Flamengo e conquistar o bicampeonato seguido – e o terceiro titulo no geral.

A derrota do Mengo foi a gota d’água para a demissão de Renato Gaúcho do comando do rubronegro.


Fórmula 1 emocionante

Num fim de semana daqueles, a F1 voltou a São Paulo depois de ausência em 2020. E teve de tudo: Hamilton e Verstappen punidos, show de Hamilton na corrida Sprint E na prova principal…

No entanto, o grande momento do dia foi a vitória de Hamilton e a comemoração em homenagem a Ayrton Senna, com a bandeira do Brasil. Quem não chorou não tem coração!


Finalmente chegamos ao final da nossa retrospectiva. Amanhã, vamos ver como o último mês terminou!

Faltou algo sobre novembro? Comenta aí!

Deixe um comentário