Ranking de títulos de clubes sulamericanos unificados

Ano passado surgiu uma notícia de que o Atlético-MG consultou o comitê de clubes da CONMEBOL para tentar a unificação de títulos sulamericanos.

Especificamente, considerando a Copa CONMEBOL como sendo edições da Copa Sulamericana.

A intenção é “melhorar” a pontuação das conquistas do Galo (que é bicampeão da Taça Conmebol).

Essa consulta foi em setembro último. O comitê foi composto pelos clubes que avançaram às oitavas-de-final da Libertadores de 2022 – Galo incluso.

Destes, 10 votaram a favor da unificação dos títulos. Mesmo com a maioria, os representantes das confederações locais pediram um maior prazo para avaliação do pedido.

Pensando nisso, resolvemos fazer umas contas e identificar a equipe mais vitoriosa da sulamérica – com alguns agregados mexicanos.

Assim como fazemos no RAC, os títulos tem muito valor. Quem será que levantou mais troféus na América do Sul?

Os títulos

Antes de mais nada, vamos listar quais campeonatos, taças e Copas vamos listar aqui nessa postagem.

Torneios principais

A CONMEBOL mantém atualmente três taças sendo disputadas anualmente entre os clubes: Libertadores, Sulamericana e Recopa.

Copa Libertadores

Torneio mais importante de clubes do continente, e um dos mais prestigiadaos do mundo. Existe desde 1960.

O maior vencedor é o Independiente-ARG, com 7 conquistas. No entanto, não levanta essa taça desde 1984.

O nome do torneio é uma homenagem aos principais líderes da independência das nações da América do Sul.

O Flamengo é o atual campeão da Libertadores, após derrotar o Athletico-PR na final.

Principais vencedores
Independiente (Argentina) – 7 (1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984)
Boca Juniors (Argentina) – 6 (1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007)
Peñarol (Uruguai) – 5 (1960, 1961, 1966, 1982 e 1987)
River Plate (Argentina) – 4 (1986, 1996, 2015 e 2018)
Estudiantes (Argentina) – 4 (1968, 1969, 1970 e 2009)

Brasileiros

São Paulo (Brasil) – 3 (1992, 1993 e 2005)
Palmeiras (Brasil) – 3 (1999, 2020 e 2021)
Grêmio (Brasil) – 3 (1983, 1995 e 2017)
Santos (Brasil) – 3 (1962, 1963 e 2011)
Flamengo (Brasil) – 3 (1981, 2019 e 2022)
Cruzeiro (Brasil) – 2 (1976 e 1997)
Internacional (Brasil) – 2 (2006 e 2010)
Atlético Mineiro (Brasil) – 1 (2013)
Corinthians (Brasil) – 1 (2012):
Vasco da Gama (Brasil) – 1 (1998)

Copa Sulamericana

Segundo torneio mais importante do continente.

Substituiu, em 2002, as copas Mercosul e Merconorte, que serviam como torneios alternativos a Libertadores para as equipes do norte e do sul da América do Sul.

4 equipes faturaram a SULA por duas vezes, entre elas está o Athletico-PR.

O Independiente Del Valle é o atual campeão da SULA, após derrotar o São Paulo na decisão do ano passado.

Principais vencedores

Boca Juniors (Argentina) – 2 (2004 e 2005)
Independiente (Argentina) – 2 (2010 e 2017)
Independiente del Valle (Equador) – 2 (2019 e 2022)
Athletico-PR (Brasil) – 2 (2018 e 2021)
LDU Quito (Equador) – 1 (2009)

Outros brasileiros

São Paulo (Brasil) – 1 (2012)
Internacional (Brasil) – 1 (2008)
Chapecoense (Brasil) – 1 (2016)

Recopa Sulamericana

Competição que reúne, atualmente, o campeão da Libertadores e o campeão da Copa Sulamericana.

Começou a ser disputada em 1989, quando o confronto era entre Libertadores x Supercopa dos Campeões da Libertadores.

Com o término da Supercopa, a competição voltou apenas em 2003, com os moldes atuais.

O maior vencedor é o Boca Juniors, da Argentina, com 4 conquistas.

O Palmeiras é o atual campeão da Recopa sulamericana. Decidiu contra o Athletico-PR e venceu o confronto.

Principais vencedores

Boca Juniors (Argentina) – 4 (1990, 2005, 2006 e 2008)
River Plate (Argentina) – 3 (2015, 2016 e 2019)
São Paulo (Brasil) – 2 (1993 e 1994)
Internacional (Brasil) – 2 (2007 e 2011)
Olimpia (Paraguai) – 2 (1991 e 2003)

Outros brasileiros

Grêmio (Brasil) – 2 (1996 e 2018)
Cruzeiro (Brasil) – 1 (1998)
Palmeiras (Brasil) – 1 (2022)
Santos (Brasil) – 1 (2012)
Corinthians (Brasil) – 1 (2013)
Atlético Mineiro (Brasil) – 1 (2014)
Flamengo (Brasil) – 1 (2020)

Torneios extintos

Alguns torneios antigos da CONMEBOL (que, na grande maioria, são o correspondentes a atual Copa Sulamericana) são considerados no ranking para pontuação, porém sem o mesmo peso da SULA.

É exatamente isso que o Galo quer: que esses torneios (especificamente a Copa CONMEBOL) se equiparem a Copa Sulamericana na pontuação do ranking.

Copa CONMEBOL

Competição secundária, semelhante a Copa Sulamericana, que foi disputada entre 1992 e 1999. Foi substituída pelas Copas Mercosul e Merconorte.

O Galo é o maior vencedor do torneio, o único a conquistar duas vezes a taça.

O único título internacional do Botafogo foi a Copa CONMEBOL de 1993. Na decisão, derrotou o Penarol-URU nas penalidades.

Vencedores

Atlético Mineiro (Brasil) – 2 títulos (1992, 1997)
Rosário Central (Argentina) – 1 título (1995)
Lanús (Argentina) – 1 título (1996)
Botafogo (Brasil) – 1 título (1993)
Santos (Brasil) – 1 título (1998)
São Paulo (Brasil) – 1 título (1994)
Talleres (Argentina) – 1 título (1999)

Copa de Ouro Nicolás Leoz

Campeonato disputado entre 1993 e 1996 – exceto em 1994 – pelos campeões da Copa Libertadores, da Supercopa Sul-Americana, da Copa Conmebol e da Copa Master da Supercopa.
O nome é uma homenagem ao presdiente da CONMEBOL na época, Nicolás Leoz.

O ano de 1995 foi vitorioso para o Cruzeiro. Além de vencer a Copa de Ouro Nicolás Leoz, também venceu a Copa Master da Supercopa.

Vencedores

Boca Juniors (Argentina) – 1 (1993)
Cruzeiro (Brasil) – 1 (1995)
Flamengo (Brasil) – 1 (1996)

Copa Mercosul

Competição do nível da Copa Sulamericana, criada após a extinção da Copa CONMEBOL.

Reúne os representantes dos países membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul), daí seu nome.

Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, além do associado Chile, eram os países que disputaram esse torneio.

Numa das mais impressionantes viradas do futebol sulamericano, o Vasco derrotou o Palmeiras na decisão da Copa Mercosul 2000.

Vencedores

Brasil (Palmeiras) – 1 (1998)
Brasil (Flamengo) – 1 (1999)
Argentina (San Lorenzo) – 1 (2001)
Brasil (Vasco da Gama) – 1 (2000)

Copa Merconorte

Competição do nível da Copa Sulamericana, criada após a extinção da Copa CONMEBOL.

Além de alguns convidados da CONCACAF, reuniu os representantes da CONMEBOL que não estavam jogando a Copa Mercosul.

Uma curiosidade: O Merconorte como bloco econômico não existe. Esse nome foi criado apenas para rivalizar com o nome da outra Copa da CONMEBOL.

O Atlético Nacional, da Colômbia, é o maior vencedor.

O Atlético Nacional levantou a Copa Merconorte por duas vezes

Vencedores

Atlético Nacional (Colômbia) – 2 (1998 e 2000)
Millonarios (Colômbia) – 1 (2001)
América de Cali (Colômbia) – 1 (1999)

Copa Master da CONMEBOL

Torneio oficial disputado em 1996 pelos campeões da Copa Conmebol dos anos anteriores (1992 a 1995).

Apesar de ser oficial, foi disputada uma única vez, por interesses do SBT, que transmitiu os jogos.

Por causa disso, esse torneio recebe o “carinhoso” apelido de Copa SBT aqui no Brasil.

O São Paulo foi o grande campeão do torneio, vencendo na decisão o Atlético-MG.

Todos os jogos foram disputados em Cuiabá, no Mato Grosso.

Esse infame torneio que aconteceu uma única vez foi vencido pelo São Paulo
Copa Master da Supercopa

Torneio entre os campeões da Supercopa Libertadores que, ao contrário dos demais torneios da CONMEBOL, não era anual.

Foi realizada em apenas duas ocasiões, em 1992 e em 1995 (deveria ter sido no ano de 1994, mas era postergada por várias vezes).

Com falta de patrocínio, a edição de 1998 foi cancelada, bem como a realização do torneio.

Vencedores

Cruzeiro (Brasil) – 1 (1995)
Boca Juniors (Argentina) – 1 (1992)

Recopa Sulamericana de Clubes (ou Copa Ganhadores de Copa)

A primeira tentativa de um torneio de “segundo nível” no continente ocorreu em 1970, com a Copa Ganhadores de Copa.

Recebendo clubes que não se classificaram para a Libertadores, é considerado como um “bisavô” da Copa Sulamericana.

A única edição oficial foi a primeira: em 1971, o torneio foi amistoso.

O Mariscal Santa Cruz, clube boliviano vencedor dessa edição, foi o primeiro e (até agora) único campeão da CONMEBOL vindo do país.

Esse é até agora o único time boliviano a vencer um torneio CONMEBOL. Porém, ele foi encerrado em 1976.
Campeonato Sulamericano de Clubes

O torneio de germinou a Taça Libertadores três anos depois ocorreu em Santiago, no Chile.

Organizado pelo Colo-colo e chancelado pela CONMEBOL, reuniu campeões de alguns países da América do Sul.

O Vasco foi o representante brasileiro por ser campeão carioca, até então o campeonato mais forte do país (não existia campeonato de nivel nacional na época).

A competição foi vencida pelo Vasco da Gama, a primeira conquista oficial de um time brasileiro (seja clube ou mesmo Seleção) fora do Brasil.

O “Expresso da Vitória” venceu o Campeonato Sulamericano de 1948, o primeiro campeão sulamericano de clubes

Em 1996, o Vasco solictiou e a CONMEBOL reconheceu que o Vasco era o primeiro campeão sulamericano de futebol.

Supercopa Sulamericana

Disputada entre 1988 e 1997, o torneio reunia todos os campeões da Copa Libertadores (em 1997 também o Vasco, campeão do Campeonato Sulamericano de Clubes de 1948).

Foi substituído pelas Copas Mercosul e Merconorte.

A CONMEBOL, visando a classificação para o Mundial de Clubes que a FIFA está planejando, sugeriu o retorno da Supercopa para classificação dos finalistas ao próximo Mundial.
A ideia foi prontamente rejeitada.

O Cruzeiro é o maior vencedor.

Vencedores

Cruzeiro (Brasil) – 2 (1991 e 1992)
Independiente (Argentina) – 1 (1989)
Racing (Argentina) – 1 (1988)
Boca Juniors (Argentina) – 1 (1989)
River Plate (Argentina) – 1 (1997)
São Paulo (Brasil) – 1 (1993)
Olimpia (Paraguai) -1 (1990)
Vélez Sarsfield (Argentina) – 1 (1996)

Tudo junto

Fazendo a soma, eis a listagem de títulos sulamericanos consolidada (em destaque, os brasileiros):

O São Paulo é o clube brasileiro que mais levantou troféus CONMEBOL: 9 vezes.

Boca Juniors (Argentina): 13
Independiente (Argentina): 12
River Plate (Argentina): 9
São Paulo (Brasil): 9
Cruzeiro (Brasil): 7
Olimpia (Paraguai): 6
Flamengo (Brasil): 6
Internacional (Brasil): 5
Peñarol (Uruguai): 5
Palmeiras (Brasil): 5
Grêmio (Brasil): 5
Santos (Brasil): 5
Atlético Nacional (Colômbia): 5
LDU Quito (Equador): 4
Atlético Mineiro (Brasil): 4
Estudiantes (Argentina): 4
Nacional (Uruguai): 4
San Lorenzo (Argentina): 3
Vélez Sarsfield (Argentina): 3
Vasco da Gama (Brasil): 3
Independiente del Valle (Equador): 2
Athletico-PR (Brasil): 2
Lanús (Argentina): 2
Cienciano (Peru): 2
Defensa y Justicia (Argentina): 2
Colo-Colo (Chile): 2
Racing (Argentina): 2
Corinthians (Brasil): 2
Santa Fe (Colômbia): 1
Pachuca (México): 1
Arsenal de Sarandí (Argentina): 1
Universidad de Chile (Chile): 1
Chapecoense (Brasil): 1
Rosário Central (Argentina): 1
Botafogo (Brasil): 1
Talleres (Argentina): 1
Argentinos Juniors (Argentina): 1
Once Caldas (Colômbia): 1
Millonarios (Colômbia): 1
América de Cali (Colômbia): 1
Mariscal Santa Cruz (Bolívia): 1


E aí, seu time está nessa relação? Comenta aí!