Perfil AG: Renato Gaúcho

Hoje o Perfil AG celebra a carreira de um dos grandes personagens do nosso futebol, como jogador e treinador. Vamos ver um pouco do aniversariante do dia, Renato Portaluppi, o RENATO GAÚCHO!

Renato foi um grande jogador

Renato iniciou sua carreira no Esportivo de Bento Gonçalves, mas logo foi contratado pelo Grêmio, onde teve suas duas maiores conquistas como jogador: a Taça Libertadores da América e do Mundial Interclubes (Copa Intercontinental), ambos em 1983.

No Interclubes, acabou com o jogo contra o Hamburgo, sendo o melhor jogador da partida.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! Perfil AG: Renato Gaúcho

Sua história na Seleção como jogador, no entanto, não aconteceu como se esperava. Convocado para a Copa do Mundo de 1986, foi cortado por indisciplina. O seu jeito extrovertido e polêmico até que combinava com seu estilo de jogo ofensivo, mas nem todos gostavam.

Em 1987 transferiu-se para o Flamengo, onde ganhou a simpatia da torcida e a Copa União daquele ano.

Passou um ano na Roma, da Itália, mas não rendeu o esperado. Retornou ao Flamengo em 1989, ganhando a Copa do Brasil do ano seguinte.

Na Copa de 1990 foi convocado, mas pouco participou daquela decepcionante campanha. Se transferiu para o Botafogo no ano seguinte.

Nessa passagem, mais uma polêmica: após o primeiro jogo da final do Brasileirão de 1992, onde o Botafogo perdeu para o Flamengo, Renato foi visto num churrasco comemorativo do rubro-negro, o que acabou causando seu afastamento do alvinegro antes mesmo da 2ª partida da final.

Depois de passagens por Cruzeiro, Flamengo e Atlético-MG, Foi no Fluminense que Renato Gaúcho teve uma de suas últimas glórias (e decepções) como jogador.

Em 1995 ocorreu o famoso gol de barriga na final do Carioca contra o Flamengo. No ano seguinte, no entanto, uma campanha deplorável causou o rebaixamento do Flu para a Série B.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! Perfil AG: Renato Gaúcho

Renato encerrou sua carreira como jogador em 1999 no Bangu, decidindo estudar Educação Física.

Renato é um grande treinador

Mesmo antes da aposentadoria, Renato se aventurou no banco como treinador. Na crise do Fluminense contra o rebaixamento do Brasileirão de 1996, assumiu duas vezes a interinidade do cargo.

Após sua aposentadoria, ficou dois anos como treinador do Madureira, voltando ao Flu em 2002, ficando um ano no tricolor.

Sua carreira como treinador, no entanto, deslanchou em 2005 no Vasco, sendo vice-campeão da Copa do Brasil. Deixou o clube em 2007 para nova passagem no Fluminense, sendo campeão pela primeira vez como treinador: a Copa do Brasil de 2007.

Em 2008, a empolgante e quase vencedora campanha do Fluminense na Libertadores, eliminando São Paulo e Boca Jrs no caminho, mas sendo derrotado em pleno Maracanã pela LDU de Quito.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! Perfil AG: Renato Gaúcho

Saiu do Flu e retornou ao Vasco em 2009, mas teve sua maior decepção como treinador. O Vasco foi rebaixado para a Série B.

Recuperou-se no Bahia, de onde se transferiu para o Grêmio pela primeira vez como treinador.

Passou pelo Atlético-PR antes de dar uma parada na carreira de treinador. Voltou ao Grêmio em 2013, depois voltando ao Fluminense, sendo demitido no ano seguinte.

Só que a segunda pausa na carreira fez muito bem. Voltou em 2016 para o Grêmio onde teve suas maiores glórias como treinador: campeão da Copa do Brasil em 2016 e da Libertadores em 2017.

Arena Geral: Torcer é o nosso esporte! Perfil AG: Renato Gaúcho

Que deve ser o próximo homenageado aqui no Perfil AG? Comenta aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *