Curiosidades dos Jogos Panamericanos

O Pan está quase começando! O evento multidesportivo acontecerá nesse ano em Lima, no Peru.

A “Olimpíada das Américas” reúne os países americanos numa celebração ao esporte.

A edição de 2019 ocorrerá em 17 dias, com previsão de quase 6700 atletas de 41 países, que competirão em 417 eventos de 38 modalidades.

Para entrarmos no clima da competição, separamos algumas curiosidades sobre o Pan.

Vamos lá?

1

Existia um rodízio entre os 3 “subcontinentes” que juntos, compõem a Panam Sports – antiga ODEPA.

Esse rodízio de sedes existe desde 1975 (quando o Pan ocorreu na Cidade do México), e alterna entre América do Norte, América Central e América do Sul.

Isso durou até 2011, quando Guadalajara recebeu os jogos. Em 2015, uma sede na América Central deveria ser escolhida, mas Toronto foi a sede.

Para comparação, o Pan de 2019 e o de 2022 serão na América do Sul (Lima – Peru e Santiago – Chile).

2

O primeiro Pan aconteceu em Buenos Aires, na Argentina, em 1951. Nessa edição apenas 21 países estiveram presentes.

O evento deveria ter acontecido durante a Segunda Guerra Mundial, em 1942, mas após o ataque japonês a Pearl Harbor, estopim para a entrada dos EUA e seus aliados continentais na Guerra, o Pan precisou ser adiado.

Esse Pan marca também o único evento em que os EUA foram superados no “quadro de medalhas”.

A anfitriã Argentina conquistou 68 medalhas de ouro (150 no total). Já os americanos ficaram em segundo com 44 medalhas de ouro (95 no total).

3

O Brasil recebeu duas vezes o Pan: em 1963, em São Paulo, e em 2007, no Rio de Janeiro.

Na primeira edição, a tocha foi acesa na capital recém criada Brasília por índios Carajás.

Essa edição, inclusive, foi a melhor campanha brasileira no quadro de medalhas, terminando em 2º lugar.

O Pan de 1975 deveria ter sido também em São Paulo, mas acabou sendo repassada a Cidade do México – que havia recebido os Jogos Olímpicos em 1968 – por conta de um grave surto de meningite.

4

As coincidências da vida. O autor do icônico tema da série de filmes Missão Impossível, o argentino Lalo Schifrin, também compôs o tema de abertura dos Jogos Pan-Americanos de 1987, realizados em Indianápolis (EUA).

Será que o argentino pegou inspiração na “Missão Impossível” da seleção masculina de basquete do Brasil com Oscar, Marcel e cia, que venceu os EUA na decisão?

Essa derrota foi a primeira dos norte americanos em casa, e foi o embrião para a criação do Dream Team – até então, jogadores profissionais da NBA não podiam disputar esse tipo de competição.

5

Exceto 1963, como vimos antes, a Tocha Panamericana é acesa na cidade mexicana de Iztapalapa, com uma cerimônia que lembra os antigos rituais astecas.

A primeira edição, no entanto, teve a tocha acesa em Olímpia, na Grécia, assim como são feitos nos Jogos Olímpicos. Talvez para “pegar inspiração”?

6

No Quadro de Medalhas histórico, os EUA reinam absolutos, com o dobro de medalhas do 2º lugar, Cuba. Canadá, Brasil e Argentina completam o TOP 5.

O Brasil, até hoje, conquistou 1206 medalhas: 328 ouros, 358 pratas e 520 bronzes.

Dos 45 países que disputam ou disputaram o Pan e que estarão no Peru, apenas Aruba e as Ilhas Virgens Britânicas não ganharam nenhuma medalha.

Guadalupe, Guiana Francesa e Martinica também não conquistaram medalhas, mas não compõem mais a Panam Sports – atual ODEPA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *