Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026

A Copa do Mundo de 2026 se aproxima – pelo menos a sua fase de eliminatória.

Com a novidade de termos três sedes e, agora 48 seleções em vez das tradicionais 32, tivemos um rearranjo de vagas entre as confederações:

As entidades que cuidam do futebol nos continentes do globo precisaram modificar a forma de obtenção das vagas para atender essas 16 novas oportunidades de jogar uma Copa.

Polêmicas a parte (afinal serão 12 grupos de 4 seleções, o que afeta o TOC do torcedor do futebol médio), vamos listar aqui como cada uma das confederações vai oferecer vagas para a Copa a seus federeados.

AFC (Ásia)

A Coréia do Sul foi a seleção asiática que chegou mais longe na última Copa do Mundo, no Catar.

A Confederação Asiática definiu que, mais uma vez, tanto as vagas do continente para a Copa quanto as vagas para a Copa da Ásia serão definidas em um mesmo “torneio”.

É dividido em quatro fases:

Rodada Preliminar 1: 22 times, classificados de 26 a 47 no Ranking da FIFA, serão sorteados em 11 confrontos de ida e volta. Os vencedores avançam para a Rodada Preliminar 2.

Rodada Preliminar 2: Os 11 classificados da fase anterior se juntam aos 25 melhores asiáticos do Ranking FIFA.

As 36 equipes serão divididas em nove grupos de quatro equipes cada, em grupos de confrontos em ida e volta.

As duas primeiras equipes de cada grupo avançarão para as Eliminatórias Asiáticas da AFC.

Eliminatória Asiática da AFC: As 18 equipes classificadas (que também se classificam automaticamente para a Copa da Ásia de 2027) serão divididas em três grupos de seis times cada, em grupos de confronto ida e volta.

Os dois primeiros colocados de cada grupo (totalizando seis equipes) se classificam diretamente para a Copa do Mundo de 2026.

Os terceiros e quartos colocados (seis times no total) irão para o Playoff asiático.

Playoff Asiático: As seis equipes são divididas em dois grupos de três equipes cada, com um turno único.

Os dois primeiros colocados dos grupos se classificam para a Copa do Mundo 2026.

Já os segundos colocados dos grupos disputarão uma partida de playoff para determinar o time que representará a confederação no Playoff Intercontinental.

CAF (África)

Marrocos foi o africano a chegar mais longe na última Copa. Foi a primeira vez que uma seleção africana chegou a uma semifinal de Mundial.

Com mais vagas, a África modificou o formato antigo das eliminatórias. E bem simples.

As 54 seleções filiadas divididas em nove grupos de seis equipes cada, em um único turno.

O campeão de cada grupo se classificará automática para a Copa do Mundo de 2026.

Já os quatro melhores segundos colocados dos grupos farão um playoff continental.

O vencedor desse playoff irá para o Playoff Intercontinental.

CONMEBOL (América do Sul)

A Argentina, campeã mundial, retornou a CONMEBOL ao topo da Copa depois de 20 anos

De uma maneira totalmente preguiçosa (ou com medo de enfrentar as confederações por conta de uma redução de faturamento com ingressos e direitos de imagem por jogos), a confederação sulamericana manteve o formato de grupo único em turno e returno.

Mesmo com o aumento de vagas.

Os seis primeiros colocados se classificam para a Copa do Mundo diretamente, enquanto o 7º irá para o Playoff Intercontinental.

Ou seja: só uma tragédia gigantesca tira Brasil e Argentina da Copa do Mundo…

OFC (Oceania)

Finalmente a Nova Zelândia vai poder ir para uma Copa sem passar pelo pesadelo da repescagem intercontinental

Pela primeira vez em Copas do Mundo, um membro da OFC estará garantido no Mundial diretamente.

A confederação não divulgou ainda como será o formato para os seus 11 membros, mas o que se sabe é que, além da vaga direta, tem uma outra vaga para o Playoff Intercontinental.

UEFA (Europa)

A França foi a melhor europeia na última Copa. sendo derrotada pela Argentina na decisão

A única federação que não terá representante no Playoff Intercontinental (também pudera) classificará 16 seleções diretamente para a Copa do Mundo.

São doze grupos de quatro ou cinco países, com confrontos de ida e volta.

Os vencedores dos grupos avançam para o Mundial. Já os segundos colocados vão para a repescagem europeia.

Essas 12 seleções se juntam às quatro melhores classificadas na Liga das Nações da UEFA 2024/25 que não se classificaram diretamente pra Copa ou pro playoff.

Essas 16 equipes se dividem em 4 “caminhos”, com semifinal e final em jogo único. O vencedor de cada “caminho” vai para a Copa do Mundo.

CONCACAF (América do Norte, Central e do Caribe)

A seleção estadunidense foi a única da CONCACAF a avançar ao mata-mata no Catar. Canadá e México ficaram na primeira fase

Com México, Canadá e EUA com vagas garantidas por serem países sede, trinta e duas nações da América Central e do Caribe jogarão pelas vagas restantes da confederação.

1ª rodada: As quatro equipes mais baixas no ranking da FIFA em novembro de 2023 jogarão em confrontos de ida e volta, com equipe com a classificação mais alta jogando a com a classificação mais baixa.

2ª rodada: As 28 equipes restantes da CONCACAF e as duas qualificadas na fase anterior são divididos em seis grupos de cinco times, em um turno único.

As duas primeiras de cada grupo avançam para a rodada final.

Rodada Final: As 12 seleções são divididas em três grupos de quatro equipes, em confrontos de ida e volta. Os vencedores de cada grupo se classificam para a Copa do Mundo.

De acordo com a nova regra, a confederação a qual pertence o país (ou países) sede ganha uma vaga a mais no Playoff Intercontinental.

Logo, os dois melhores segundos colocados da rodada final serão qualificados a esse playoff.

Playoff Intercontinental

Com 46 equipes garantidas, as duas que faltam serão preenchidas numa repescagem intercontinental:

1 OFC
1 AFC
1 CAF
1 CONMEBOL
2 CONCACAF

As quatro piores seleções ranqueadas se enfrentarão em dois confrontos.

Os vencedores desses confrontos enfrentam as duas seleções restantes.

Quem ganhar esses jogos ficam com as duas últimas vagas ao Mundial.


A previsão de início é no segundo semestre de 2023 – para a CONMEBOL – e o primeiro semestre de 2024 – para as demais federações.

Será que o hexa vem na América do Norte? O caminho ficou mais fácil pra chegar lá, convenhamos.

Comenta aí!